Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Immanuel Kant's Critique of pure reason de…
Carregando...

Immanuel Kant's Critique of pure reason (original: 1781; edição: 1934)

de Immanuel Kant, Norman Kemp Smith

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
5,485341,431 (3.87)50
Metaphysicians have for centuries attempted to clarify the nature of the world and how rational human beings construct their ideas of it. Materialists believed that the world (including its human component) consisted of objective matter, an irreducible substance to which qualities and characteristics could be attributed. Mindthoughts, ideas, and perceptionswas viewed as a more sophisticated material substance. Idealists, on the other hand, argued that the world acquired its reality from mind, which breathed metaphysical life into substances that had no independent existence of their own.These two camps seemed deadlocked until Immanuel Kant's Critique of Pure Reason endeavored to show that the most accurate theory of reality would be one that combined relevant aspects of each position, yet transcended both to arrive at a more fundamental metaphysical theory. Kant's synthesis sought to disclose how human reason goes about constructing its experience of the world, thus intertwining objective simuli with rational processes that arrive at an orderly view of nature.… (mais)
Membro:sharedpresence
Título:Immanuel Kant's Critique of pure reason
Autores:Immanuel Kant
Outros autores:Norman Kemp Smith
Informação:London : Macmillan, 1934.
Coleções:Roger-Weir, Sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:Session01-001462_Roger-Weir-Library_Box0056

Detalhes da Obra

Critique of Pure Reason de Immanuel Kant (Author) (1781)

  1. 10
    The Bounds of Sense: An Essay on Kant's Critique of Pure Reason de P. F. Strawson (hbryant2)
    hbryant2: An influential interpretation of Kant's CPR.
  2. 00
    Suma contra los gentiles ; Suma de teología : textos selectos de Santo Tomás de Aquino (caflores)
  3. 010
    Introduction to Objectivist Epistemology: Expanded Second Edition de Ayn Rand (mcaution)
    mcaution: Providing a solution to the problem of universals, this historic work lays the foundation for the proper methods of knowledge.
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Veja também 50 menções

Mostrando 1-5 de 33 (seguinte | mostrar todas)
QBB-1
  Murtra | May 31, 2021 |
A filosofia crítica kantiana tenta responder às questões - 'Que podemos conhecer?'; 'Que podemos fazer?'; 'Que podemos esperar? e remete a razão ao centro do mundo, como Copérnico remetia o Sol ao centro do sistema planetário. Kant põe em movimento a revolução copernicana no domínio prático. 'Crítica da Razão Pura' realiza essa revolução metodológica e mostra como o entendimento, legislando sobre a sensibilidade e a imaginação, torna possível uma física a priori.
  BolideBooks | May 14, 2021 |
MBB-7
  Murtra | May 10, 2021 |
FG-6
  Murtra | Oct 9, 2020 |
Kant desarrolló la filosofía transcendental explorando los fundamentos del pensamiento. ( )
  hernanvillamil | Sep 10, 2020 |
Mostrando 1-5 de 33 (seguinte | mostrar todas)
sem resenhas | adicionar uma resenha

» Adicionar outros autores (61 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Kant, ImmanuelAutorautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Banham, GaryBibliographyautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Guyer, PaulEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Guyer, PaulTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hoyer, RichardEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kūlis, RihardsTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kehrbach, KarlEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kitcher, PatriciaIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Meikeljohn, J.M.D.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pluhar, Werner S.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rolavs, AtisTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Schmidt, RaymundEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Smith, Norman KempTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Wood, Allen W.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Lugares importantes
Eventos importantes
Filmes relacionados
Premiações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
In whatever mode, or by whatever means, our knowledge may relate to objects, it is at least quite clear, that the only manner in which it immediately relates to them, is by means of an intuition.
That all our knowledge begins with experience there can be no doubt. [Meiklejohn's translation of the second edition of Kant's Critique of Pure Reason]
Citações
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Aviso de desambiguação
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
The original German title is “Kritik der reinen Vernunft”.
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico
Metaphysicians have for centuries attempted to clarify the nature of the world and how rational human beings construct their ideas of it. Materialists believed that the world (including its human component) consisted of objective matter, an irreducible substance to which qualities and characteristics could be attributed. Mindthoughts, ideas, and perceptionswas viewed as a more sophisticated material substance. Idealists, on the other hand, argued that the world acquired its reality from mind, which breathed metaphysical life into substances that had no independent existence of their own.These two camps seemed deadlocked until Immanuel Kant's Critique of Pure Reason endeavored to show that the most accurate theory of reality would be one that combined relevant aspects of each position, yet transcended both to arrive at a more fundamental metaphysical theory. Kant's synthesis sought to disclose how human reason goes about constructing its experience of the world, thus intertwining objective simuli with rational processes that arrive at an orderly view of nature.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Links rápidos

Capas populares

Avaliação

Média: (3.87)
0.5 2
1 14
1.5 2
2 24
2.5 6
3 93
3.5 15
4 116
4.5 19
5 147

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 160,471,203 livros! | Barra superior: Sempre visível