Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Io sono Dio de Giorgio Faletti
Carregando...

Io sono Dio (original: 2009; edição: 2009)

de Giorgio Faletti

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
212796,947 (3.4)1
The explosion of a twenty-two storey building, followed by the casual discovery of a letter, lead the police to face up to a dreadful reality: some of New York's buildings were mined at the time of their construction. But which ones? And how many? A young female detective hiding her personal demons behind a tough appearance, and a former press photographer with a past he'd rather forget, and for which he still seeks forgiveness, are the only hope of stopping this psychopath. A man who does not even claim responsibility for his actions. A man who believes himself to be God. -- Back cover.… (mais)
Membro:krysssss
Título:Io sono Dio
Autores:Giorgio Faletti
Informação:Baldini Castoldi (2009), Perfect Paperback, 523 pages
Coleções:Sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Detalhes da Obra

I Am God de Giorgio Faletti (2009)

Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Ver também 1 menção

Italiano (4)  Holandês (1)  Espanhol (1)  Inglês (1)  Todos os idiomas (7)
Mostrando 1-5 de 7 (seguinte | mostrar todas)
What a book !!! The bit where you find out 'who done it' and why is so evocative of the truly awful experience. I cannot recommend this book enough. RIP Giorgio Faletti. ( )
  originalrudegirl | Nov 26, 2017 |
Bella la trama. Poco chiaro il finale. ( )
  Claudy73 | Jul 24, 2017 |
ripeto, la storia che Faletti si è inventato è geniale, ma mi pare come se ne mancasse un pezzo.
all'inizio ero pure irritata perché in una metropoli di milioni di persone i personaggi coinvolti nella vicenda erano già tutti fortunosamente in contatto tra di loro: clienti dello stesso spacciatore, sguardi che si incrociano un istante sulla soglia di un palazzo, preti al momento giusto nel posto giusto... e poi 'sta caspita di storia di amore che ormai deve sbocciare in ogni thriller che si rispetti...poi per fortuna la storia si apre, il colpevole designato non è quello che all'inizio crediamo.
però... manca la spiegazione del perché, questo odio tanto ben descritto, che ha tante motivazioni se non giustificazioni, viene poi raccolto come un'eredità e messo in pratica.
non basta la psicopatologia a spiegarlo; ripeto, è come se mancasse un pezzo di storia. continuavo a leggere le pagine successive alla conclusione sperando di trovare una spiegazione, ma niente.
  ShanaPat | Jul 29, 2012 |
Non c'è morbosità apparente dietro le azioni del serial killer che tiene in scacco la città di New York. Non sceglie le vittime seguendo complicati percorsi mentali. Non le guarda negli occhi a una a una mentre muoiono, anche perché non avrebbe abbastanza occhi per farlo. Una giovane detective che nasconde i propri drammi personali dietro a una solida immagine e un fotoreporter con un passato discutibile da farsi perdonare sono l'unica speranza di poter fermare uno psicopatico che nemmeno rivendica le proprie azioni. Un uomo che sta compiendo una vendetta terribile per un dolore che affonda le radici in una delle più grandi tragedie americane. Un uomo che dice di essere dio.
  Cerberoz | Mar 27, 2012 |
Un asesino en serie mantiene en jaque a la ciudad de Nueva York. La explosión de un edificio de veinte plantas, seguida del descubrimiento de una vieja carta, conduce a la policía a un callejón sin salida: el criminal siempre desaparece como un fantasma. Vivien Light, una joven detective que esconde sus dramas personales detrás de una apariencia dura, y un antiguo reportero gráfico, con un pasado que prefiere olvidar, son la única esperanza para detener a este cruel homicida. Un viejo veterano de guerra llevado por el odio. Un hombre que se cree Dios.
  kika66 | Mar 13, 2011 |
Mostrando 1-5 de 7 (seguinte | mostrar todas)
sem resenhas | adicionar uma resenha
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Informação do Conhecimento Comum em Finlandês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Lugares importantes
Eventos importantes
Filmes relacionados
Premiações
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Citações
Últimas palavras
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
CDD/MDS canônico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

The explosion of a twenty-two storey building, followed by the casual discovery of a letter, lead the police to face up to a dreadful reality: some of New York's buildings were mined at the time of their construction. But which ones? And how many? A young female detective hiding her personal demons behind a tough appearance, and a former press photographer with a past he'd rather forget, and for which he still seeks forgiveness, are the only hope of stopping this psychopath. A man who does not even claim responsibility for his actions. A man who believes himself to be God. -- Back cover.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Links rápidos

Capas populares

Avaliação

Média: (3.4)
0.5
1 1
1.5 1
2 3
2.5 2
3 12
3.5 4
4 15
4.5 1
5 3

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 157,885,230 livros! | Barra superior: Sempre visível