Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Carregando...

Os monólogos da Vagina (1996)

de Eve Ensler

Outros autores: Gloria Steinem (Prefácio)

Outros autores: Veja a seção outros autores.

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
3,331623,990 (3.8)44
A poignant and hilarious tour of the last frontier, the ultimate forbidden zone, The vagina monologues is a celebration of female sexuality in all its complexity and mystery. Hailed as the bible for a new generation of women, it has been performed in cities all across America and at hundreds of college campuses, and has inspired a dynamic grassroots movement--V-Day--to stop violence against women. Witty and irreverent, compassionate and wise, Eve Ensler's Obie Award-winning masterpiece gives voice to real women's deepest fantasies and fears, guaranteeing that no one who reads it will ever look at a woman's body, or think of sex, in quite the same way again.… (mais)
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Veja também 44 menções

Inglês (56)  Francês (3)  Italiano (1)  Húngaro (1)  Todos os idiomas (61)
Mostrando 1-5 de 61 (seguinte | mostrar todas)
I wish I'd managed to see this staged. In text form, there's certainly something missing from a piece that is supposed to get us over the taboo of saying vagina out loud, only to read it silently and then not say vagina out loud. It's awesome to see how important the monologues were to the interviewees and the author regardless; a lot of the power remains, even for someone with zero experience of vagina possession. The paperback does come with explanations/backstory that rivals the length of the associated monologue at points, which is interesting but breaks the flow; I'm curious as to whether staged productions include these/whether more monologues have been added since the publication of this book. ( )
  Zedseayou | Jan 30, 2024 |
I read this play years ago and truth be told, some of the monologues fell flat on the second read. That being said I'm sure that seeing them performed would hold more meaning to me. The 10th anniversary edition includes spotlight monologues and essays that I hadn't read before which were truly beautiful, I would love to see a performance some day! ( )
  jskeltz | Nov 23, 2023 |
È un po' difficile parlare di questo testo, perché entrano in gioco fattori diversi. Il primo è certamente quello della sua importanza storica come prima pietra di un progetto volto a sradicare la violenza contro le donne e le vagine (vi consiglio un giretto sul sito del progetto, vday.org). Già in quest'edizione speciale, in occasione dei dieci anni dei Monologhi, si racconta dei risultati ottenuti dalla recitazione della pièce e dal movimento del V-day.

Poi c'è lo sdoganamento della parola vagina, della quale cosa sono molto grata a Eve Ensler, perché sono cresciuta senza pensare che vagina fosse un brutta parola da non dire in pubblico e da sussurrare in privato. Siccome non è ancora così in tutte le famiglie e in tutte le società, sono felice che il progetto di Ensler continui a far parlare le vagine di tutto il mondo.

E a proposito del fatto che si tratti di una pièce teatrale: non l'ho mai vista (e ascoltata) recitata e sono ragionevolmente certa che faccia una differenza enorme in questo caso. Parecchi monologhi, infatti, letti su carta, nella propria stanza (o dovunque li leggiate), secondo me, non conservano la potenza che avrebbero se recitati su un palco e di conseguenza risultano piatti.

Non penso, però, sia un testo ignorabile se si ha intenzione di leggersi quanto di interessante ha prodotto il femminismo in termini di letteratura e non fiction (e, soprattutto, sarebbe bello se googlare V-Day in Italia desse come primo risultato le varie iniziative contro la violenza sulle donne e non giornate dedicate alla demagogia libera). ( )
  lasiepedimore | Sep 21, 2023 |
This book does a decent job of sharing stories of the lost, hurt, dejected, and broken; the stories of some women who have been harmed by the patriarchy. I enjoyed the various formats used to connect with the audience. I did think however, that it was mostly white-centered feminism and lacked some nuance in regard to transgender rights and intersectionality. ( )
  Griffin_Reads | Jul 27, 2023 |
Every woman should read this and reclaim the words vagina and cunt as their own. The monologues collected by Eve Ensler are poignant and touching. They each play an important role in this piece by starting a dialogue about cruelty against women. ( )
  agentshellfish | Nov 9, 2022 |
Mostrando 1-5 de 61 (seguinte | mostrar todas)
sem resenhas | adicionar uma resenha

» Adicionar outros autores (19 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Ensler, Eveautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Steinem, GloriaPrefácioautor secundáriotodas as ediçõesconfirmado
Cunningham, CarolineDesignerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Marcus, JoanFotógrafoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Obel, KarenContribuinteautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Shalit, WillaContribuinteautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Eventos importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
For Ariel, who rocks my vagina
and explodes my heart
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
I come from the "down there" generation.
--Foreword
I am not sure why I was chosen.
--Introduction
I bet you're worried.
--Body text
Citações
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Idioma original
CDD/MDS canônico
LCC Canônico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (3)

A poignant and hilarious tour of the last frontier, the ultimate forbidden zone, The vagina monologues is a celebration of female sexuality in all its complexity and mystery. Hailed as the bible for a new generation of women, it has been performed in cities all across America and at hundreds of college campuses, and has inspired a dynamic grassroots movement--V-Day--to stop violence against women. Witty and irreverent, compassionate and wise, Eve Ensler's Obie Award-winning masterpiece gives voice to real women's deepest fantasies and fears, guaranteeing that no one who reads it will ever look at a woman's body, or think of sex, in quite the same way again.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Links rápidos

Avaliação

Média: (3.8)
0.5
1 14
1.5 3
2 39
2.5 15
3 152
3.5 23
4 213
4.5 14
5 176

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 207,025,689 livros! | Barra superior: Sempre visível