Página inicialGruposDiscussãoExplorarZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Brother's Karamazov (Dover Thrift Editions)…
Carregando...

Brother's Karamazov (Dover Thrift Editions) (original: 1880; edição: 2005)

de Fyodor Dostoyevsky (Autor)

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaConversas / Menções
25,30529393 (4.38)4 / 1004
Dostoevsky's last and greatest novel, The Karamazov Brothers (1880) is both a brilliantly told crime story and a passionate philosophical debate. The dissolute landowner Fyodor Pavlovich Karamazov is murdered; his sons--the atheist intellectual Ivan, the hot-blooded Dmitry, and the saintly novice Alyosha--are all involved at some level. Brilliantly bound up with this psychological drama is Dostoevsky's intense and disturbing exploration of many deeply felt ideas about the existence of God, freedom of will, the collective nature of guilt, and the disastrous consequences of rationalism. Filled with eloquent voices, this new translation fully realizes the power and dramatic virtuosity of Dostoevsky's most brilliant work.… (mais)
Membro:qadave
Título:Brother's Karamazov (Dover Thrift Editions)
Autores:Fyodor Dostoyevsky (Autor)
Informação:Dover Publications, Inc. (2005), Edition: 1, 736 pages
Coleções:Sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Work Information

Os Irmãos Karamazóv de Fyodor Dostoevsky (1880)

  1. 212
    O Idiota de Fyodor Dostoevsky (PrincessPaulina, melies)
    PrincessPaulina: "The Idiot" is overlooked compared to Dostoevsky's other work, but in my opinion it's the most engaging. Deals with upper crust society in pre-revolutionary Russia
  2. 30
    The Master of Petersburg de J. M. Coetzee (xtien)
    xtien: Brilliand novel by Coetzee about a fictional Dostoevsky
  3. 44
    Thus Spoke Zarathustra de Friedrich Nietzsche (igor.chubin)
Romans (21)
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Inglês (263)  Holandês (5)  Italiano (5)  Alemão (4)  Francês (4)  Espanhol (3)  Catalão (2)  Sueco (1)  Russo (1)  Dinamarquês (1)  Português (1)  Português (Portugal) (1)  Hebraico (1)  Todos os idiomas (292)
Mostrando 1-5 de 292 (seguinte | mostrar todas)
Good post-weeb core ( )
  jasperhavens | Nov 23, 2021 |
It's written well enough, but it feels interminable and the psychologies and interactions of a few of the characters (Fyodor, Dmitry, Grushenka) are fairly consistently over the top. I think Dostoevsky probably wrote these characters as he felt he needed to, but it grows old.

Feels too long by about half. This was not my first read of this book, but will be my last. Verdict: not a "great" book. ( )
  stevenpkent | Nov 7, 2021 |
The day I started this book I came down with what I thought was COVID. It turned out to be EBV.

Perhaps because of my mental and physical state, this book felt like a twisted, but brilliant, version of the old parable "The Prodigal Son."

But that's the genius of Dostoyevsky. It was a religious, psychological, ethical, political, legal, and historical metaphor--- all while being slightly prophetic.

I spent way too much time thinking about how EBV is similar to reading this book. Your spleen becomes infected (just picking up my baby daughter would cause terrific pain that lasted for hours), I started losing my memory, exhaustion takes over and you would do almost anything to assuage the symptoms--- but there's nothing you can do. So you plod along(wanting to forget, but unable to focus on much else). Simultaneously, spring arrived with a vengeance. Rain, blossoms, green, sun, and tulips all caught moments of my attention... just as glimpses of FD's depth shone through the meandering speeches, insanity, poverty, and neverending suppositions.

I instantly loved some nasty people while others, that I disliked from the beginning, I understood better and better until, in spite of their imperfections, it was impossible to do anything but empathize.

And that's the brilliance of this book. At the end, I couldn't really tell what it had been: a metaphor of Russia, herself? A treatise on faith? I'll be chewing on this one for a while.

Note: had a vague memory that Yul Brynner acted in an older version. Relearned a key lesson when I looked it up at the library and discovered that William Shatner had a significant role. Just discovering that made it hard to return to the text. ( )
  OutOfTheBestBooks | Sep 24, 2021 |
O interesse central de Dostoiévski é sondar as profundezas da alma humana, seus momentos de horror e luz. O conflito entre o bem e o mal, entre o centrado em Deus e o centrado no homem, é seu grande e permanente tema.

O romance começa com alguns capítulos que descrevem o nascimento dos três filhos (de dois casamentos). Após esse prelúdio importante, que também descreve os primeiros anos dos filhos, surge então uma amarga discussão sobre a herança do filho mais velho que ocorre em um mosteiro.

Todos os três irmãos legítimos estão presentes, o mais novo Alyosha, como novato, esperando seu pai substituto, o mais velho Zosima, a quem foi solicitado que opinasse sobre a controvérsia e, Ivan, o irmão do meio, um intelectual melancólico que escreveu um artigo notório sobre o sistema de tribunais eclesiásticos, um artigo que, mesmo em sua notável ambiguidade, aparentemente confunde os papéis de igreja e estado, e Dmitri, o irmão mais velho, que veio exigir seu patrimônio, que, ao que parece, ele já desperdiçou. E depois há Fyodor, o pai, um homem bufão, mas perspicaz, que zomba de Deus e de homens.

Dostoiévski apresenta uma declaração chave na reunião altamente carregada que conduzirá a ação subsequente do romance. É relatado na conversa que Ivan declarou em uma reunião local, predominantemente de mulheres que se não houver imortalidade, todas as coisas serão permitidas.

Ele pega uma proposta querida aos corações dos secularistas, uma reivindicação, que equivale à liberalização da doutrina cristã e a leva à sua conclusão lógica. Sem a vida após a morte e, pois essa é a essência da questão, sem o próprio Deus, quem deve dizer que não devemos descer ao canibalismo? Está tudo permitido?

Fyodor declara que, se não há Deus, como de fato ele acredita provável, a decapitação é boa demais para os monges que sustentam o progresso. Que “a verdade resulte”, ele zomba. Ivan, que vê a Igreja como uma ferramenta útil, responde: “Mas se essa verdade resplandecer, você será o primeiro a ser roubado e depois. . . abolida ". Palavras arrepiantes.

O objetivo real do mundo moderno, que Dostoiévski viu nos racionalistas da Europa Ocidental, é a abolição da Paternidade suprema, do próprio Deus. A ilusão que se seguiu, realizada magnificamente no "poema" de Ivan sobre o "Grande Inquisidor", mas também nos credos de personagens menores, está na convicção de que o homem pode viver uma vida humana sem Deus, como diz o oportunista Rakitin, de liberdade, igualdade, fraternidade. A loucura da alegação é revelada à medida que a trama se desenrola.

Oposto à doutrina de que todas as coisas são permitidas está a humilde crença do padre Zosima de que todos são culpados perante o mundo e que, portanto, todos são responsáveis. O reconhecimento do pecado de uma pessoa, o peso dos outros e o amor ativo do próximo se combinarão existencialmente para convencer até o incrédulo na realidade absoluta de Deus e na vida eterna. Não se busca provas; alguém age de maneira semelhante a Cristo. ( )
  Marcos_Augusto | Sep 17, 2021 |
I guess I'm a Tolstoy boy. ( )
  tonberrysc | Aug 20, 2021 |
Mostrando 1-5 de 292 (seguinte | mostrar todas)

» Adicionar outros autores (99 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Dostoevsky, Fyodorautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Anhava, MarttiTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Bazzarelli, EridanoPrefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Brockway, HarryIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Davidson, FrederickNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Eichenberg, FritzIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Eng, Jan van derTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Fondse, MarkoTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Garnett, ConstanceTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Geier, SwetlanaÜbersetzerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kosloff, A.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Langeveld, ArthurTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
MacAndrew, Andrew H.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Magarshack, DavidTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Maugham, W. SomersetEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
McDuff, DavidIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Mochulsky, KonstantinIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Mongault, HenriTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Nötzel, KarlTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pevear, RichardTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Polledro, AlfredoTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Portugués, José MaríaPrefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Prina, SerenaEditor and Translatorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pyykkö, LeaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rogers, T. N. R.Introduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rudzik, O.H.Introduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Sales, JoanTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Vance, SimonNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Volokhonsky, LarissaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Yarmolinsky, AvrahmIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Zambrano Barragán, J.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado

Está contido em

Contém

Tem a adaptação

É resumida em

Inspirado

Tem um guia de estudo para estudantes

Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Título original
Títulos alternativos
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Eventos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Premiações
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Verily, verily, I say unto, you, except a corn of wheat fall into the ground and die, it abideth alone: but if it die, it bringth forth much fruit.
— John 12:24
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Tillägnas Anna Grigorjevna Dostojevskaja
Dedicated to

Anna Grigorievna Dostoevsky
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Alexey Fyodorovich Karamazov was the third son of Fyodor Pavlovich Karamazov, a landowner well known in our district in his own day, and still remembered among us owing to his tragic and obscure death, which happened just thirteen years ago, and of which I shall speak in its proper place. (Garnett, 1912)
Aleksei Fyodorovich Karamazov was the third son of Fyodor Pavlovich Karamazov, a landowner of our district, extremely well known in his time (and to this day still remembered in these parts) on account of his violent and mysterious death exactly thirteen years ago, the circumstances of which I shall relate in due course. (Avsey 1994)
Alexey Fyodorovitch Karamazov was the third son of Fyodor Pavlovitch Karamazov, a landowner well known in our district in his own day, and still remembered among us owing to his gloomy and tragic death, which happened thirteen years ago, and which I shall describe in its proper place. (Garnett, Great Books, 1952)
Alexei Fyodorovich Karamazov was the third son of a landowner from our district, Fyodor Pavlovich Karamazov, well known in his own day (and still remembered among us) because of his dark and tragic death, which happened exactly thirteen years ago and which I shall speak of in its proper place. (Pevear/Volokhonsky, 1990)
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Very well then - tell me the truth, squash me like a cockroach.
(McDuff,1993)
In schools children are a tribe without mercy.
(McDuff, 1993)
I have, as it were, torn my soul in half before you, and you have taken advantage of it and are rummaging with your fingers in both halves along the torn place...O God!
(McDuff, 1993)
I'm a Karamazov - when I fall into the abyss, I go straight into it, head down and heels up . . . 
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Aviso de desambiguação
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Individual volumes should not be combined with the complete set/work or different volumes of the same set/work.
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

Dostoevsky's last and greatest novel, The Karamazov Brothers (1880) is both a brilliantly told crime story and a passionate philosophical debate. The dissolute landowner Fyodor Pavlovich Karamazov is murdered; his sons--the atheist intellectual Ivan, the hot-blooded Dmitry, and the saintly novice Alyosha--are all involved at some level. Brilliantly bound up with this psychological drama is Dostoevsky's intense and disturbing exploration of many deeply felt ideas about the existence of God, freedom of will, the collective nature of guilt, and the disastrous consequences of rationalism. Filled with eloquent voices, this new translation fully realizes the power and dramatic virtuosity of Dostoevsky's most brilliant work.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Biblioteca Histórica: Fyodor Dostoevsky

Fyodor Dostoevsky tem uma Biblioteca Histórica. As bibliotecas históricas são bibliotecas privadas de leitores famosos introduzidas por membros do LibraryThing que integram o grupo Biblioteca Históricas.

Veja de Fyodor Dostoevsky o perfil histórico.

Veja de a página de autor deFyodor Dostoevsky.

Capas populares

Links rápidos

Avaliação

Média: (4.38)
0.5 4
1 32
1.5 10
2 106
2.5 30
3 422
3.5 110
4 1037
4.5 200
5 2423

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 164,478,879 livros! | Barra superior: Sempre visível