Página inicialGruposDiscussãoExplorarZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Ce que le jour doit à la nuit de Yasmina…
Carregando...

Ce que le jour doit à la nuit (original: 2008; edição: 2008)

de Yasmina Khadra (Autor)

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
3102066,689 (3.84)7
As a young man Younes' life is irrevocably changed when he leaves his broken home for the vibrant, colourful and affluent European district of Rio Salado. Renamed Jonas, he begins a new life and forges a unique friendship with a group of boys, an enduring bond that nothing - not even the Algerian Revolt - will shake.… (mais)
Membro:erwinverb
Título:Ce que le jour doit à la nuit
Autores:Yasmina Khadra (Autor)
Informação:Julliard (2008), Edition: JULLIARD
Coleções:Sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:to-read

Work Information

What the Day Owes the Night de Yasmina Khadra (2008)

Nenhum(a)
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Veja também 7 menções

Francês (11)  Inglês (4)  Espanhol (3)  Alemão (2)  Todos os idiomas (20)
Mostrando 1-5 de 20 (seguinte | mostrar todas)
Une très belle évocation "romantique" d'une double histoire tragique. ( )
  Nikoz | Jan 18, 2021 |
> Babelio : https://www.babelio.com/livres/Khadra-Ce-que-le-jour-doit-a-la-nuit/88871
> Nuit blanche, (113), pp. 20-21 : https://id.erudit.org/iderudit/19516ac">https://id.erudit.org/iderudit/19516a...
> La Cause Littéraire : http://www.lacauselitteraire.fr/ce-que-le-jour-doit-a-la-nuit-yasmina-khadra
> Le Monde (Rousseau C.) : https://www.lemonde.fr/livres/article/2008/10/09/ce-que-le-jour-doit-a-la-nuit-d...
> Nicolas (Amazon) : https://www.amazon.fr/gp/customer-reviews/R6DU6WSAGQNNL?ref=pf_vv_at_pdctrvw_srp
> The French Review, Vol. 83, No. 5 (April 2010), pp. 1114-1115
> The French Review, Vol. 87, No. 4, Special Issue: La Grande Guerre et ses conséquences: histoire, mémoire, représentations (May 2014), pp. 193-194
> BAnQ (Robitaille L.-B., La presse, 28 sept. 2008) : https://collections.banq.qc.ca/ark:/52327/2208808
> BAnQ (Laurin D., Le devoir, 30 août 2008) : https://collections.banq.qc.ca/ark:/52327/2813732

> Des années 1930 à aujourd'hui, l'itinéraire chaotique de Jonas, un garçon algérien marqué dans l'enfance par une tragédie familiale. Un roman sur l'Algérie et la dislocation entre deux communautés, amoureuses d'un seul et même pays. --Marion

> A travers la vie de Younes, jeune algérien écartelé entre ses amis français et son pays, le dernier roman de Yasmina Khadra nous fait revivre toute l'histoire de l'Algérie, de l'arrivée des colons à nos jours. Une grande fresque écrite avec brio où amitiés, amours et haines se mèlent sans cesse pour le plus grand bonheur du lecteur. --RMLT Lyon
  Joop-le-philosophe | Aug 24, 2020 |
"Mon oncle me disait : "Si une femme t'aimait, et si tu avais la présence d'esprit de mesurer l'étendue de ce privilège, aucune divinité ne t'arriverait à la cheville."

Oran retenait son souffle en ce printemps 1962. La guerre engageait ses dernières folies. Je cherchais Emilie. J'avais peur pour elle. J'avais besoin d'elle. Je l'aimais et je revenais le lui prouver. Je me sentais en mesure de braver les ouragans, les tonnerres, l'ensemble des anathèmes et les misères du monde entier."

Yasmina Khadra nous offre ici un grand roman de l'Algérie coloniale (entre 1936 et 1962) - une Algérie torrentielle, passionnée et douloureuse - et éclaire d'un nouveau jour, dans une langue splendide et avec la générosité qu'on lui connaît, la dislocation atroce de deux communautés amoureuses d'un même pays
  Haijavivi | Jun 11, 2019 |
très intéressant, beau livre ( )
  Danielec | Nov 23, 2015 |
j'adore ce livre, il est magnifique, très belle histoire. ( )
  lamer2014 | Feb 14, 2014 |
Mostrando 1-5 de 20 (seguinte | mostrar todas)
sem resenhas | adicionar uma resenha

» Adicionar outros autores (9 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Yasmina Khadraautor principaltodas as ediçõescalculado
Bellini, Marcoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Keil-Sagawe, ReginaÜbersetzerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Lozano, Wenceslao CarlosTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Marks, GeorgeUmschlagfotoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pauwels, AndréNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Wynne, FrankTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Informação do Conhecimento Comum em Francês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em Francês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Informação do Conhecimento Comum em Francês. Edite para a localizar na sua língua.
Eventos importantes
Informação do Conhecimento Comum em Francês. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Premiações
Informação do Conhecimento Comum em Francês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em Francês. Edite para a localizar na sua língua.
À Oran comme ailleurs,
faute de temps et de réflexion,
on est bien obligé de s'aimer sans le savoir.
Albert Camus, La Peste

J'aime l'Algérie, car je l'ai bien ressentie.
Gabriel Garcia Marquez
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em Francês. Edite para a localizar na sua língua.
Mon père était heureux.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em Francês. Edite para a localizar na sua língua.
Pour eux [les Occidentaux], le temps, c'est l'argent. Pour nous [les Arabes], le temps, ça n'a pas de prix.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em Francês. Edite para a localizar na sua língua.
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Informação do Conhecimento Comum em Francês. Edite para a localizar na sua língua.
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em Francês. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

As a young man Younes' life is irrevocably changed when he leaves his broken home for the vibrant, colourful and affluent European district of Rio Salado. Renamed Jonas, he begins a new life and forges a unique friendship with a group of boys, an enduring bond that nothing - not even the Algerian Revolt - will shake.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Capas populares

Links rápidos

Avaliação

Média: (3.84)
0.5
1 2
1.5
2 5
2.5 4
3 10
3.5 3
4 36
4.5 4
5 18

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 164,461,134 livros! | Barra superior: Sempre visível