Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

The Secret Agent: A Simple Tale (Oxford…
Carregando...

The Secret Agent: A Simple Tale (Oxford World's Classics) (edição: 2008)

de Joseph Conrad, John Lyon (Editor)

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
5,753951,357 (3.63)256
In turn-of-the-century London, an undercover, counter-revolutionary mole provokes a radical group he has penetrated into an act of violence that will bring about its own destruction.
Membro:JSmith5528
Título:The Secret Agent: A Simple Tale (Oxford World's Classics)
Autores:Joseph Conrad
Outros autores:John Lyon (Editor)
Informação:Oxford University Press, USA (2008), Paperback, 304 pages
Coleções:Sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Detalhes da Obra

The Secret Agent de Joseph Conrad

Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Veja também 256 menções

Inglês (90)  Holandês (3)  Italiano (1)  Todos os idiomas (94)
Mostrando 1-5 de 94 (seguinte | mostrar todas)
Some aspects of this novel seemed lamentably contemporary. A bomb goes off. A terrorist attack? On the surface, apparently so. But the man who carried it off was the secret agent of a foreign government. That country is never named, but the agent’s handler is named Vladimir, so we probably can’t go too far wrong were we to guess its identity. That government despises the nonchalant way the British government deals with its domestic anarchists, who, in turn, are dreamily ineffectual. The aim of the foreign government: to shock the British into a repressive stance. If the public is alarmed, so the reasoning goes, it will more readily accept a reduction in its civil liberties.
Sound familiar?
This novel is not as well known as Conrad’s works with colonial or maritime settings, and it met with a mixed reception when it came out. I thoroughly enjoyed it, though. The characters are well-drawn and the plot is well-constructed, departing from a strictly linear account to allow the narration to follow first this person, then that. This allows Conrad to show them pursuing individual agendas, often at cross-purposes. There is even a good dose of humor, particularly the hilarious portrayal of an imperious state secretary of venerable lineage.
Adepts of spy fiction will not fail to read this, said to be the book that created the genre, but I believe this would appeal to general readers as well. ( )
  HenrySt123 | Jul 19, 2021 |
I can't say I liked this book. The prose was overly descriptive and oddly repetitive. The story was dreary and only got darker as it progressed. The narrative - and the fact that there was a narrative - had me confused. I could not get invested in any of the characters.

Perhaps those interested older English works might be interested in this. But only if they're also interested in anarchism, politics, Marxist arguments, and societal discussions. ( )
  sraazad | Jul 1, 2021 |
A classic novel of terrorism, I picked it up on a high school friend's recommendation. I hadn't read any Conrad since our 12th grade English class had included Heart of Darkness. You're guaranteed to hate most books you're forced to read for school, having to wring all sorts of contrived themes and subtexts out of your mandatory tomes, but I enjoyed Heart of Darkness, and of course the movie Apocalypse Now, which we also watched because why not.

I didn't really dig The Secret Agent quite as much though, a least at first. The main terrorism plot is the highlight: Conrad is very adept at creating a terrorist group, the Future of the Proletariat, which is both plausible in its aims and actions, and ridiculous in how cartoonish the individual members Verloc, Yundt, Ossipon, and Michaelis are. I'm positive real terrorist groups have their members who strongly resemble the buffoons in the FOP, and I'm sure that their meetings are just as full of irritating speeches. Achmed, stop clowning around, we're trying to finish Phase XVII of Operation Death to the Great Satan! Similarly, the police working against them also have their own personalities and personal issues, and real counter-terrorism work is probably just as full of politicking and feuding.

However, Conrad put in an annoying subplot about Stevie, the main character Verloc's wife's brother, who is autistic and does nothing interesting for the entire first half of the book. It was only later that he became important, and even though his only real relevant action happened offscreen, the way the Verloc "family" dealt with it was pretty interesting. Though Conrad is a little too verbose sometimes, the psychological interaction between Verloc and his wife Winnie was great, as was the ending part with Winnie and Comrade Ossipon. Very satisfying ending overall. Since the book was based on a very similar real-life attempted act of terrorism, it's only fitting in a way that it ended up being a favorite of Ted Kaczynski. Ted was smart though - wives will only mess you up! Conrad knew best all along. ( )
1 vote aaronarnold | May 11, 2021 |
The story-telling is masterly. I was totally gripped in the chapter where Verloc wanted to console his wife after Stevie was accidentally killed but he misunderstood her totally. The perspective shifts subtly from Verloc to Winnie, so subtly you hardly realized it. This chapter by itself added another star to my rating of the book. Also note-worthy is the politicking in the police force, which can still ring true even in today's context. ( )
1 vote siok | May 9, 2021 |
Grew on me - first half hard to get in to but gripping in the last part
  MiriamL | Apr 27, 2021 |
Mostrando 1-5 de 94 (seguinte | mostrar todas)

» Adicionar outros autores (54 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Conrad, Josephautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Adell, AlbertoTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Adlerberth, RolandTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Affinati, Eraldoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ambrosini, Richardautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Bassi, AnnagraziaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Danehl, GüntherÜbersetzerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
De Logu, PietroTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Doctorow, E. L.Introduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Eisler, GeorgIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Epstein, HughIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Freißler, Ernst W.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Giacobelli, FrancescoEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Gorey, EdwardDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Grimshaw, John AtkinsonArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hibbert, A.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Karl, Frederick R.Introduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kivivuori, KristiinaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Mallios, Peter LancelotEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Mauro, WalterIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Mosley, FrancisIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Newton, MichaelEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Saraval, LuisaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Serpieri, AlessandroEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Seymour-Smith, MartinIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Silva, HéctorTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
South, AnnaPosfácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Theroux, PaulIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Threlfall, DavidNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tittle, WalterArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ward, ColinIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Waterfield, Robinautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Watts, CedricEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Wilde, Barbara deDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Zanzotto, AndreaIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Lugares importantes
Eventos importantes
Filmes relacionados
Premiações
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Citações
Últimas palavras
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em espanhol. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (3)

In turn-of-the-century London, an undercover, counter-revolutionary mole provokes a radical group he has penetrated into an act of violence that will bring about its own destruction.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Capas populares

Links rápidos

Avaliação

Média: (3.63)
0.5
1 16
1.5 6
2 62
2.5 20
3 236
3.5 88
4 276
4.5 40
5 148

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

Penguin Australia

2 edições deste livro foram publicadas por Penguin Australia.

Edições: 0141441585, 0141199555

Tantor Media

Uma edição deste livro foi publicada pela Tantor Media.

» Página Web de informação sobre a editora

Urban Romantics

2 edições deste livro foram publicadas por Urban Romantics.

Edições: 1909175994, 1909438006

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 163,382,431 livros! | Barra superior: Sempre visível