Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Carregando...

Armadale (1866)

de Wilkie Collins

Outros autores: Veja a seção outros autores.

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
1,2443215,728 (3.98)161
Classic Literature. Fiction. Mystery. HTML:

If you can't get enough of classic British mystery novels, dive into this spine-tingling tale of mistaken identity penned by Wilkie Collins, the author of The Woman in White and The Moonstone. The tale, told partly through letters and documents, recounts the intertwined lives and fates of two distant cousins who both happen to bear the name 'Allan Armadale.'

.… (mais)
  1. 20
    Diana Tempest de Mary Cholmondeley (nessreader)
    nessreader: High victorian melodramatic pageturners with all-too-clearly signposted villains and quite rigid gender roles, with inheritance wars driving the plot and the characters anxious about what the neighbours will think.
  2. 10
    Lady Audley's Secret de Mary Elizabeth Braddon (KoobieKitten)
  3. 00
    The Virgin of the Seven Daggers de Vernon Lee (KoobieKitten)
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Veja também 161 menções

Inglês (28)  Espanhol (2)  Sueco (1)  Alemão (1)  Todos os idiomas (32)
Mostrando 1-5 de 32 (seguinte | mostrar todas)
It has been about ten years since I last read a novel by Wilkie Collins. It had elements which brought back good memories of 'A Woman in White' and 'The Moonstone'. The same elements are the use of different mediums to tell the story (in the case of 'Armadale' letters and a diary), a great sense of humour, a leaning towards the gothic, and a variety of excentric characters. 'Armadale' ads to this: adventure (mostly at sea) and being extremly bawdy for its age. I enjoyed this book very much. The next time I will not wait ten years, before I read another of Wilkie Collins excellent works. ( )
  Twisk | Oct 2, 2023 |
Wow... more to follow ( )
  calenmarwen | May 29, 2023 |
I was amazed how much I enjoyed this book. It had twist after twist. ( )
  mumoftheanimals | Nov 19, 2021 |
El viejo Allan Armadale, plantador de las Antillas, confiesa por escrito en su lecho de muerte un horrible secreto que solo debe conocer su hijo cuando cumpla la mayoría de edad. Veinte años después, este hijo mulato se hace llamar Ozias Midwinter, es melancólico y, después de una vida atribulada y sin afecto, encuentra por fin un amigo: un joven impulsivo y cordial, amante del mar y libre de preocupaciones, que hereda inesperadamente una gran fortuna. Pero la revelación del secreto causa un enorme sufrimiento, complicado por la intervención de una hermosa pelirroja de oscuro pasado, la señorita Lydia Gwilt, que, con sus maquinaciones y falta de escrúpulos, está dispuesta a sembrar el caos por allí donde pasa: «He demostrado ­­–se jacta en una ocasión­– que yo no soy yo». Antítesis de la redimible «mujer caída» victoriana, rebelde a toda sumisión, azote de la respetabilidad y el sentimentalismo, este personaje es sin duda una de las mayores creaciones de Wilkie Collins y el motor de una endiablada trama de codicia, acoso, suplantación y asesinato.

De la ciudad balneario de Wildbad a la agreste isla de Man, de Madeira al laberíntico Londres, de los lagos de Norfolk a la soleada Nápoles, Armadale (1864-1866), que aquí presentamos en traducción de José C. Vales, va de lo onírico a lo real, de lo patético a lo cómico sin conceder apenas un respiro al lector. El mero nombre de Armadale, signo de legitimidad, herencia y poder, es también como una palabra mágica, a veces una maldición y otras un encanto. «Como todas las novelas de Collins ­–dijo T. S. Eliot–, tiene el inmenso (y cada día más raro) mérito de no ser nunca aburrida.»
  bibliotecayamaguchi | Jun 1, 2021 |
The Woman in White is one of my all time favourites. Armadale doesn't quite come up to that standard but it was a really enjoyable read. It is difficult to believe it was written as far back as 1866-there is so much that works equally as well in our sophisticated world. I was also staggered that a Victorian male could create such a complex character as Lydia Gwilt. She is compelling and everything steps up a gear as soon as she takes centre stage. To actually tell a great part of the story from her viewpoint-the supposed 'wicked woman'-in the form of a diary and some letters is original and effective. As the tale reached its tension-filled ending I felt myself uttering inward gasps as the twists kept coming and,without giving too much away, I shed a little tear. ( )
  Patsmith139 | Mar 15, 2021 |
Mostrando 1-5 de 32 (seguinte | mostrar todas)
sem resenhas | adicionar uma resenha

» Adicionar outros autores (5 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Wilkie Collinsautor principaltodas as ediçõescalculado
Peters, CatherineEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Sutherland, JohnIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Eventos importantes
Filmes relacionados
Epígrafe
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
To John Foster
In Acknowledgement of the service which he has rendered to the cause of literature by his Life of Goldsmith, and in affectionate remembrance of a friendship which is associated with some of the happiest years of my life.
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
It was the opening of the season of eighteen hundred and thirty-two, at the Baths of WILDBAD.
Citações
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
CDD/MDS canônico
LCC Canônico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

Classic Literature. Fiction. Mystery. HTML:

If you can't get enough of classic British mystery novels, dive into this spine-tingling tale of mistaken identity penned by Wilkie Collins, the author of The Woman in White and The Moonstone. The tale, told partly through letters and documents, recounts the intertwined lives and fates of two distant cousins who both happen to bear the name 'Allan Armadale.'

.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Links rápidos

Avaliação

Média: (3.98)
0.5
1 3
1.5
2 10
2.5
3 39
3.5 13
4 73
4.5 9
5 66

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 206,027,195 livros! | Barra superior: Sempre visível