Página inicialGruposDiscussãoExplorarZeitgeist
Pesquise No Site
Ja deu uma olhada em SantaThing, a tradição de oferta de prendas do LibraryThing?
dispensar
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

A Midsummer Night's Dream (Modern Library…
Carregando...

A Midsummer Night's Dream (Modern Library Classics) (edição: 2008)

de William Shakespeare (Autor)

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaConversas / Menções
17,033160231 (3.98)1 / 520
Fairy creatures meddle with varying results in the lives of humans wandering in the woods.
Membro:KelleyDoan
Título:A Midsummer Night's Dream (Modern Library Classics)
Autores:William Shakespeare (Autor)
Informação:Modern Library (2008), Edition: Illustrated, 208 pages
Coleções:Sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Work Information

Sonho de uma noite de verão de William Shakespeare

Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Inglês (151)  Italiano (3)  Catalão (2)  Francês (2)  Sueco (1)  Português (1)  Todos os idiomas (160)
Mostrando 1-5 de 160 (seguinte | mostrar todas)
Una delicata e magica commedia.
Una sensibile e dolce opera.
Un capolavoro in grado di riportare all’infanzia lontana, alle favole e alle fiabe, alle fate e ai folletti birichini e dispettosi che facevano sempre tanto divertire.
Una poesia delicata e sensibile, spiritosa e profonda, sincera. Perché tra i suoi versi, “Sogno di una notte di mezz’estate” racconta l’amore con la più sincera dolcezza e delicatezza di spirito.

Atene. Un bosco incantato.
Sono questi i luoghi che fanno da sfondo alle vicende qui raccontate. Atene con uomini e donne; il bosco con fate e folletti. Ermia, Elena, Ippolita e Titania. Loro sono le donne di questa commedia; due giovani ateniesi follemente innamorate di due ragazzi, Lisandro e Demetrio, entrambi innamorati però solo di una di loro, la stessa, Ermia. Ippolita, la sposa di Teseo, che fa da protagonista alla loro storia tranquilla e felice, che viene quasi dimenticata dal lettore. Titania, la regina delle fate, l’amata di Oberon, il re delle fate, e poi l’amore magico della regina per un uomo, Bottom, che per qualche momento possiede una testa d’asino.
Al centro di tutto ciò? Puck, il folletto dispettoso e combina guai che dà modo al sogno di quella notte di mezza estate di prendere vita. Un fiore magico, il cui succo, se spremuto sulle palpebre chiuse di un essere umano, consente a quello stesso d’innamorarsi della prima cosa che vede; il fiore giusto, l’uomo sbagliato. Perché era Demetrio, e non Lisandro, che avrebbe dovuto innamorarsi di Elena, follemente e fedelmente innamorata di lui. Ma Puck questo lo ha capito troppo tardi.

Una commedia genuina che si assapora con calma e serenità, senza preoccupazione o ansia. Una commedia profonda, che arriva dritta al cuore (“Lo stolto cuore mio, che resta qui”) e che insegna proprio come insegnavano le morali delle fiabe e delle favole in quell’età tanto lontana che chiamiamo infanzia.
Shakespeare, con “Sogno di una notte di mezz’estate”, ci fa tornare a quei tempi che crediamo dimenticati, all’età puerile e innocente, ingenua, amante della magia. Ma la magia, alla fine, non muore mai. ( )
  wotchergiorgia | Nov 21, 2021 |
Tiny leather-bound edition, 1/4 the size of a small Kindle, bought at the Barbican (Rees, Cornwall). With pages this small, one reads closer. I've been paying attention to throw-away lines of Hermia, like "Phoebe doth behold/ Her silver visage in the watery glass, / Decking with liquid pearl the blades of grass..." but then Helena: "Love looks not with the eyes, but with the mind." I must have read this play a dozen times, and taught it even more; still, not for over a decade, during which I forgot the Mechanicals/ tradesmen casting where Bottom the weaver wants every part, promising not to scare the ladies with his lion's roar.

Taught this in another, paperback edition, ed. Bevington (Bantam). Shakespeare's comedies focus on father's and daughters--as indeed Shakespeare's own life, with two daughters left after the death of his son Hamnet (aged 11), twin of one girl. Comedies with fathers and daughters: Two Gentlemen, Love's Labours Lost, Merchant of Venice, As You Like it, Twelfth Night, Measure for Measure, and this play. Not to mention tragedies, Romeo and Juliet, Othello, and others. As for marriage laws (this precedes the Canons of 1604), the Globe Theatre across the Thames at Southbank was under different laws, under the Bishop of Winchester.
Some satire on acting here, with the Mechanicals (tradesmen, like Mechanics' Hall in Worcester, MA) versus professional, touring troups like the Earl of Hereford's men in the plague summer of '93.
Critic Coppelia Kahn notes how men run away from women in the canon, here Demetrius away from Helena (II.i.227). Shakespeare's own Stratford, West Midlands schooling may work in here, since his dialect dropped their h's. He keeps some archaic usage, like Old English object case of "eyes," "eyne," though we still keep the object and possessive case of "my," "mine."

Of several memorable speeches here, my favorite is Bottom's parody of First Corinthians: "The eye of man hath not heard, the ear of man hath not seen, man's hand is not able to taste, his tongue to conceive, nor his heart report, what my dream was"(IV.i.209ff), though a close second is the Mechanicals' Prologue, where Quince mistakes commas for periods: "All for your delight/ We are not here. That you should here repent you / The actors are at hand" (V.i.113ff).

A couple years ago on my morning walks I aloudread it; and may I say, Shaksepeare is best aloud (as are all good authors). Meanwhile, our colleges have completely ignored aloudreading. Beneath their presumptuous notice, they have replaced simple speaking of literature with French pretentiousness, so that Obama's First Inaugural Yale prof poet could not say her own poem aloud. I read it in print, and in my estimate it was as good or better than Maya Angelou's for Clinton. (A JFK would have had a real poet like Gwendolyn Brooks....) But you'd never know it from the failure at reading aloud; I have heard a major playwright, reading at my own Amherst College, screw up a Frost chestnut so that it made no sense. Incredible.
I have found in my three decades of teaching that if freshmen and sophomores can aloudread--say, VS Naipaul's Miguel Street or Shakespeare's Measure for Measure--they write better. And they may well read when they leave college.
For myself, I aloudread all of Paradise Lost in one month (March) two years ago. I read half a book a day, some 400 lines, maybe 20-30 minutes. I actually figured out Miltonic "milage," aloudreading: 3 miles per book, 36 miles for all of PL. Shakespeare's MND I am taking slower--and laughing more.
I had forgotten that the herbal potion Oberon droplets onto lovers' eyelids comes from the flower "love-in-idleness," the Pansy. But the Mechanicals' play is unsurpassed as thespian parody, and I loved reading their rehearsal. ( )
1 vote AlanWPowers | Oct 8, 2021 |
with prefce glossay and by Israel Gollancz ( )
  Africanaegidius | May 9, 2021 |
Well this audio production of one of my favourite Shakespearean comedies is a mixed bag. The cast is great but some of the direction/sound choices are not so good. Any time a production writes music for one of Shakespeare's songs it has the potential to get weird and this version does for sure. And while I've listened to audio productions of plays that have significant physical comedy elements and do it well, this one missed more than a hit. It took me longer than it should have to realize that Bottom's transformation into an ass had occurred. I also think they cut down Puck's speeches, which I will never forgive as he's my favourite. Ultimately, a good play but not served well by this production. ( )
  MickyFine | Apr 27, 2021 |
Way funnier than what I remembered from middle school. ( )
  poirotketchup | Mar 18, 2021 |
Mostrando 1-5 de 160 (seguinte | mostrar todas)

» Adicionar outros autores

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Shakespeare, Williamautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Ackland, JossNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Andrews, John F.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Barnet, SylvanEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Bate, JonathanEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Bevington, DavidEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Braunmuller, A. R.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Brooke, TuckerEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Brooks, Harold FletcherEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Bruster, DouglasEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Burgersdijk, L. A. J.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Cajander, PaavoTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Chambers, E. K.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Chaudhuri, SukantaEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Clemen, WolfgangEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Dover Wilson, JohnEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Farjeon, HerbertEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Foakes, Reginald A.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ford, John R.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Furness, Horace HowardEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Fuseli, HenryArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Gardner, StanleyEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Günther, FrankTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Gentleman, DavidDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Gill, RomaEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hackett, HelenEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Harrison, George B.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Holland, PeterEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Horwood, Frederick ChesneyEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hudson, Henry NormanEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Jordan, PaulEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Jylhä, YrjöTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kittredge, George LymanEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
LaMar, Virginia A.autor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Markus, JuliaEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
McDonald, RussellIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Miskimmin, EsmeScene-by-Scene Analysisautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Mowat, Barbara A.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Murray, James W.Designerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Neilson, William AllanEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Newborn, SashaEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ojetti, PaolaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Orgel, StephenEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Picasso, PabloArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Quiller-Couch, ArthurEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rackham, ArthurIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Radspieler, HansEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Raffel, BurtonIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rasmussen, EricEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Reinhardt, MaxPrefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Robinson, W. HeathIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rodwell, AllenEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rolfe, William J.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rossi, MattiTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Schlegel, August Wilhelm vonTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Sipari, LauriTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Thomas, GwynTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Verity, A. W.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Verity, A. W.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Vess, CharlesIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Wells, Stanley W.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
West, SamuelNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Wieland, Christoph MartinTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Wright, Louis B.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado

Está contido em

É reescrito em

Has the (non-series) sequel

Tem a adaptação

É resumida em

É parodiada em

Inspirado

Tem como estudo

Tem um guia de estudo para estudantes

Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Eventos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Premiações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Now, fair Hippolyta, our nuptial hour
Draws on apace; four happy days bring in
Another moon: but, O, methinks, how slow
This old moon wanes!
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Ay me! for aught that I could ever read,
Could ever hear by tale or history,
The course of true love never did run smooth;
I never heard
So musical a discord, such sweet thunder.
I know a bank where the wild thyme blows,
Where oxlips and the nodding violet grows,
Quite over-canopied with luscious woodbine,
With sweet musk-roses, and with eglantine;
There sleeps Titania sometime of the night,
Lull'd in these flowers with dances and delight;
And there the snake throws her enamell'd skin,
Weed wide enough to wrap a fairy in;
If we shadows have offended,
Think but this, and all is mended,
That you have but slumb'red here
While these visions did appear.
And this weak and idle theme,
No more yielding but a dream,
Gentles, do not reprehend.
If you pardon, we will mend.
Lord, what fools these mortals be!
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico
Canonical LCC
Fairy creatures meddle with varying results in the lives of humans wandering in the woods.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Capas populares

Links rápidos

Avaliação

Média: (3.98)
0.5 1
1 56
1.5 12
2 179
2.5 25
3 684
3.5 103
4 1197
4.5 101
5 1205

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 164,312,397 livros! | Barra superior: Sempre visível