Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Eugene Onegin de Pushkin
Carregando...

Eugene Onegin (original: 1833; edição: 1943)

de Pushkin (Autor)

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
3,784562,398 (4.06)145
Eugene Onegin is the master work of the poet whom Russians regard as the fountainhead of their literature. Set in 1820s imperial Russia, Pushkin's novel in verse follows the emotions and destiny of three men - Onegin the bored fop, Lensky the minor elegiast, and a stylized Pushkin himself -and the fates and affections of three women - Tatyana the provincial beauty, her sister Olga, and Pushkin's mercurial Muse. Engaging, full of suspense, and varied in tone, it also portrays a large cast of other characters and offers the reader many literary, philosophical, and autobiographicaldigressions, often in a highly satirical vein.Eugene Onegin was Pushkin's own favourite work, and it shows him attempting to transform himself from a romantic poet into a realistic novelist. This new translation seeks to retain both the literal sense and the poetic music of the original, and capture the poem's spontaneity and wit. Theintroduction examines several ways of reading the novel, and text is richly annotated.… (mais)
Membro:finepressman
Título:Eugene Onegin
Autores:Pushkin (Autor)
Informação:Heritage Press (1943)
Coleções:Sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:The Heritage Press

Detalhes da Obra

Eugene Onegin de Alexander Pushkin (1833)

Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Veja também 145 menções

Inglês (51)  Holandês (2)  Alemão (1)  Italiano (1)  Francês (1)  Todos os idiomas (56)
Mostrando 1-5 de 56 (seguinte | mostrar todas)
I loved this book so much. I already knew the story because I saw Tchaikovsky's opera. Even so, this book exceeded my expectations. Tatiana is such a strong character: she believed in something bigger than herself, and because of that her life gained meaning, even if happiness was not there. This is what Onegin did not have. Pushkin created a true tragedy with deep characters and ideals, and a beautiful language. This book is a masterpiece. ( )
  Clarissa_ | May 11, 2021 |
I loved this book so much. I already knew the story because I saw Tchaikovsky's opera. Even so, this book exceeded my expectations. Tatiana is such a strong character: she believed in something bigger than herself, and because of that her life gained meaning, even if happiness was not there. This is what Onegin did not have. Pushkin created a true tragedy with deep characters and ideals, and a beautiful language. This book is a masterpiece. ( )
  Clarissa_ | May 11, 2021 |
5 stars for the poetry, 3 for the plot with a duel that could so easily have been shifted.

Why kill off our favorite character and leave us with phony olde Eugene and his likely luckless and quickly worn off obsession? And how could Tatanya still cherish love for the guy who murdered
Lensky? ( )
  m.belljackson | Apr 8, 2021 |
Well, what could I say? Do I have the audacity to "review" Pushkin? And, what's worse, Pushkin in translation? In a word, NO! ( )
  colligan | Feb 13, 2021 |
Un roman originellement écrit en vers, ce que ne rend pas la traduction de Tourgueniev.
Un récit ironique et même souvent mordant, brillant et mélancolique sur le peuple russe. Il décrit notamment les jeunes années d'Eugène Onéguine, dandy lassé de tout mais qui se prend néanmoins d'amitié pour un jeune poète. Il tuera toutefois son ami en duel, après l'avoir provoqué en faisant la cour à la femme qu'il aime. Tatiana, soeur de cette jeune femme, aime éperdument Eugène Onéguine qui ne lui retourne qu'indifférence. Pourtant, la retrouvant quelques années plus tard avantageusement mariée, son amour pour elle éclate.
Si Eugène Onéguine décrit les moeurs russes, il rend essentiellement compte de l'universalité des coeurs à travers des rencontres, des passions, des amours perdues, des remords et des erreurs irréparables.

Extraits :
"L'habitude est un don que nous accorde le ciel pour remplacer le bonheur qu'il ne peut nous donner".
"hum, hum ! respectable lecteur, toute votre famille se porte-t-elle bien ? Permettez : vous désirez peut-être savoir de moi quelle espèce de gens sont les parents ? Ce sont des gens que nous sommes contraintes de caresser, d'aimer, d'estimer de toute notre âme ; à qui, d'après la coutume populaire, nous devons rendre visite le jour de Noël, ou bien écrire par la poste des lettres de félicitation, pour que, tout le reste de l'année, ils ne songent point à nous. Que Dieu leur donne donc de longs jours !"
"Il été aimé ; il le croyait au moins, et il était heureux. Fortuné, cent fois fortuné celui qui sait croire ; qui, domptant son esprit sceptique, se repose dans la voluptueuse insouciance de son coeur, comme un voyageur aviné dans une auberge, ou bien, si vous voulez une plus gracieuse comparaison, comme un papillon qui s'est plongé dans une fleur de printemps. Mais digne de pitié est celui qui prévoit toujours, à qui la tête ne tourne jamais, qui finit par détester chaque parole, chaque geste dans la traduction qu'il s'en fait à lui-même, celui dont le coeur paralysé par l'expérience a perdu la force de s'oublier". ( )
  biche1968 | Jan 2, 2021 |
Mostrando 1-5 de 56 (seguinte | mostrar todas)

» Adicionar outros autores (101 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Pushkin, Alexanderautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Agt, F.J. vanTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Arndt, WalterTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Balbusso, AnnaIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Balbusso, ElenaIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Barios, ArnauTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Bazzarelli, EridanoEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Boland, HansTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Feinstein, ElainePrefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Johnston, Sir Charles HepburnTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Jonker, W.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kayden, Eugene M.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Keil, Rolf-DietrichTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Nabokov, VladimirTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Stekelenburg, L.H.M. vanTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Timmer, Charles B.Editorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Eventos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Premiações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Pétri de vanité il avait encore plus de cette espèce d'orgueil qui fait avouer avec la même indifférence les bonnes comme les mauvaises actions, suite d'un sentiment de supériorité, peut-être imaginaire.
Tiré d'une lettre particullère

[Steeped in vanity, he had moreover the particular sort of pride that makes one acknowledge with equal indifference both his good and evil actions, a consequence of a sense of superiority, perhaps imaginary. From a private letter.] (Falen translation)
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Not thinking of the proud world's pleasure,
But cherishing your friendship's claim,
I would have wished a finer treasure
To pledge my token to your name--
One worthy of your soul's perfection,
The sacred dreams that fill your gaze,
Your verse's limpid, live complexion,
Your noble thoughts and simple ways.
But let it be. Take this collection
Of sundry chapters as my suit:
Half humorous, half pessimistic,
Blending the plain and idealistic--
Amusement's yield, the careless fruit
Of sleepless nights, light inspirations
Born of my green and withered years . . .
The intellect's cold observations,
The heart's reflections, writ in tears.

[Originally addressed to Pushkin's friend and publisher P. A. Pletnyov.] (Falen translation)
To Véra
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
'My uncle, man of firm convictions...
By falling gravely ill, he's won
A due respect for his afflictions--
The only clever thing he's done.
(James E. Falen translation)
Alexander Pushkin (1799 - 1837) is the poet and writer whom Russians regard as both the source and the summit of their literature. (Introduction)
Citações
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (4)

Eugene Onegin is the master work of the poet whom Russians regard as the fountainhead of their literature. Set in 1820s imperial Russia, Pushkin's novel in verse follows the emotions and destiny of three men - Onegin the bored fop, Lensky the minor elegiast, and a stylized Pushkin himself -and the fates and affections of three women - Tatyana the provincial beauty, her sister Olga, and Pushkin's mercurial Muse. Engaging, full of suspense, and varied in tone, it also portrays a large cast of other characters and offers the reader many literary, philosophical, and autobiographicaldigressions, often in a highly satirical vein.Eugene Onegin was Pushkin's own favourite work, and it shows him attempting to transform himself from a romantic poet into a realistic novelist. This new translation seeks to retain both the literal sense and the poetic music of the original, and capture the poem's spontaneity and wit. Theintroduction examines several ways of reading the novel, and text is richly annotated.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Biblioteca Histórica: Alexander Pushkin

Alexander Pushkin tem uma Biblioteca Histórica. As bibliotecas históricas são bibliotecas privadas de leitores famosos introduzidas por membros do LibraryThing que integram o grupo Biblioteca Históricas.

Veja de Alexander Pushkin o perfil histórico.

Veja de a página de autor deAlexander Pushkin.

Links rápidos

Capas populares

Avaliação

Média: (4.06)
0.5 1
1 5
1.5 2
2 22
2.5 7
3 101
3.5 22
4 226
4.5 39
5 207

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 157,867,188 livros! | Barra superior: Sempre visível