Página inicialGruposDiscussãoExplorarZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Immortality (Perennial Classics) de Milan…
Carregando...

Immortality (Perennial Classics) (original: 1990; edição: 1999)

de Milan Kundera (Autor)

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
4,165372,206 (3.95)24
From the author of 'The Unbearable Lightness of Being', this is a comic vision of our anxiety about immortality.
Membro:PenelopeKaplan
Título:Immortality (Perennial Classics)
Autores:Milan Kundera (Autor)
Informação:Harper Perennial Modern Classics (1999), 352 pages
Coleções:Sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Work Information

Immortality de Milan Kundera (1990)

Adicionado recentemente porNickNaime, eeplbahamas, vturiserra, g.celestra1952, Bookpatty, Omar.MK, Koipix
Bibliotecas HistóricasJeffBuckley
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Veja também 24 menções

Inglês (31)  Hebraico (2)  Francês (2)  Russo (1)  Holandês (1)  Todos os idiomas (37)
Mostrando 1-5 de 37 (seguinte | mostrar todas)
I read this a few years ago as a confused teen. I'll have to read it again. ( )
  georgeybataille | Jun 1, 2021 |
Not as emotionally involving as Unbearable Lightness, I still enjoyed Kundera's musings and his imaginitive approach to storytelling. He juggles a number of separate, related narratives, but the most interesting one involves the poet and philosopher, Goethe. I particularly enjoyed the dialogue between Goethe's ghost and Hemingway's ghost in heaven. Unfortunately, the purely fictional characters didn't grab me in the same way.

Ultimately, the characters and their stories weren't as compelling as the author's thoughts on a wide variety of subjects. While I didn't agree with a lot of the ideas he put forward, I wasn't put off by them, as much as they helped me reexamine my own beliefs. His ideas are very personal and reflect a unique personality. Though some have found him misogynistic, and I can understand why, I don't necessarily buy it (or hope that he's not). The philosophical wanderings were enough to make me enjoy reading it, I just wish the story had left me with more of an emotional impact. ( )
  alexlubertozzi | May 24, 2021 |
This is one of the strangest books I have ever read. The mix of quasi-biography (Goethe & Bettina Brentano von Arnim) with straight up fiction (maybe?), time-shifts from past to present, and ambiguity leading to multiple surprises. The novel basically serves as ta foundation and framing for Kundera's philosophical musings. ( )
  librisissimo | May 7, 2021 |
What an amazing book... Having just closed it, it's reverberating inside of me like a new love. Kundera put into (beautiful) words so many thoughts and observations I made or at least believe I made in my first 36 years on this planet. In this book, the paradoxes, blatant untruths and crazy ideas all serve to highlight the many, many times his philosophical whims match 100% with your views and experiences.

I am sure however, that every reader will agree with different things in [b:Immortality|28634|Immortality|Milan Kundera|https://images.gr-assets.com/books/1388507539s/28634.jpg|2776625]. This turns this book into perfect material for hot debate, sleepless nights and a lot of pondering and wondering.

Where [b:The Unbearable Lightness of Being|678974|The Unbearable Lightness of Being|Milan Kundera|https://images.gr-assets.com/books/1362345638s/678974.jpg|4489585] left me nearly depressed, Immortality feels like a celebration of life and urges us to go and live it to the fullest.

Full five stars: beautifully written, exceptionally unique style and great material all in one.
( )
  bbbart | Dec 27, 2020 |
> Nuit blanche, (40), pp. 36-37 : https://id.erudit.org/iderudit/19815ac

> Babelio : https://www.babelio.com/livres/Kundera-LImmortalite/8972

> Parce que « l’homme peut mettre fin à sa vie. Mais il ne peut mettre fin à son immortalité. » (Kundera). --La presse, 7 sept. 2008
  Joop-le-philosophe | Aug 22, 2020 |
Mostrando 1-5 de 37 (seguinte | mostrar todas)
sem resenhas | adicionar uma resenha

» Adicionar outros autores (80 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Kundera, Milanautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Beranová, JanaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Marcellino, FredArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Roth, SusannaÜbersetzerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Valenzuela, Fernando deTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Zgustová, MonikaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Eventos importantes
Filmes relacionados
Premiações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
The woman might have been sixty or sixty-five.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
"Journalists realized that posing questions was not merely a practical working method for the reporter modestly gathering information with notebook and pencil in hand; it was a means of exerting power. The journalist is not merely the one who asks questions but the one who has a sacred right to ask anyone about anything."
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em Italiano. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

From the author of 'The Unbearable Lightness of Being', this is a comic vision of our anxiety about immortality.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Capas populares

Links rápidos

Avaliação

Média: (3.95)
0.5 2
1 11
1.5 2
2 39
2.5 7
3 140
3.5 33
4 270
4.5 33
5 236

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 164,437,812 livros! | Barra superior: Sempre visível