Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Carregando...

What I Talk About When I Talk About Running: A Memoir (2007)

de Haruki Murakami

Outros autores: Veja a seção outros autores.

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
4,2031702,135 (3.65)126
In 1982, having sold his jazz bar to devote himself to writing, Murakami began running to keep fit. A year later, he'd completed a solo course from Athens to Marathon, and now, after dozens of such races, not to mention triathlons and a dozen critically acclaimed books, he reflects upon the influence the sport has had on his life and--even more important--on his writing.--From publisher description.… (mais)
  1. 50
    Haruki Murakami and the Music of Words de Jay Rubin (Jannes)
    Jannes: If you want to know more about Murakami as a person you can either go to his own essay-style semi-biography, or you can try Rubin's more systematic and academic approach. Both are worthy of your time.
  2. 40
    The Rider de Tim Krabbé (gust)
    gust: Krabbé heeft het over wielrennen. Ook autobografisch, maar literair beter uitgewerkt dan Murakami.
  3. 30
    Born to Run: A Hidden Tribe, Superathletes, and the Greatest Race the World Has Never Seen de Christopher McDougall (DeDeNoel)
    DeDeNoel: One of the best books ever about running. Murakami's book and this totally inspired me to become a runner.
  4. 10
    Once a Runner de John L. Parker (ostgut)
  5. 32
    Bench Press de Sven Lindqvist (prezzey)
    prezzey: Writers talk about the place of sports in their lives. I personally prefer Bench Press, but if you're interested in the topic, both are worth reading.
  6. 00
    Flow im Sport de Mihaly Csikszentmihalyi (JuliaMaria)
  7. 00
    No Time to Spare: Thinking About What Matters de Ursula K. Le Guin (andomck)
  8. 00
    De halve van Egmond de Bram Bakker (edwinbcn)
  9. 00
    Runningtherapie / druk 1: het standaardwerk voor lopers en professionals de Bram Bakker (edwinbcn)
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Veja também 126 menções

Inglês (138)  Espanhol (8)  Holandês (6)  Francês (4)  Catalão (3)  Alemão (3)  Sueco (2)  Italiano (2)  Português (1)  Português (Brasil) (1)  Finlandês (1)  Português (Portugal) (1)  Todos os idiomas (170)
99
Como estava no piloto automático, se alguém me dissesse para continuar a correr talvez eu fosse além dos cem quilômetros. É estranho, mas no fim eu mal sabia quem eu era ou o que estava fazendo. Isso deveria ser uma sensação muito alarmante, mas não foi assim que me senti. nessa altura, correr adentrara o território da metafísica. Primeiro vinha a ação de correr, e acompanhando-a estava essa entidade conhecida como eu. Corro, logo existo.

100
Eu sou eu, e ao mesmo tempo não sou eu.

137
Por mais que você fique ali nu se examinando diante de um espelho, nunca vai ver refletido o que existe por dentro.

147
Vejo este livro como um tipo de memória.
  arcoim | Oct 17, 2010 |
You need be neither runner nor writer to find resonance in this slender but lucid meditation.
 
So what does he think about while running? The disappointing answer is not much apart from the rhythms of feet on tarmac and blood pumping round the body.
 
It is not just these perversely impressive physical feats that sharpen what might otherwise be a dull treatise on a healthful habit; Mr. Murakami's work has always combined the ordinary and the extraordinary, and this memoir is no exception.
adicionado por Edward | editarThe New York Sun, Chloë Schama (Aug 13, 2008)
 
To characterize it as briefly as possible: easy on ear and mind alike, it’s the type of prose I would call sort of pretty poor. Running is “sort of a vague theme” (i.e., not just vague but vaguely vague), and the book is “a kind of memoir.” Murakami sort of likes this kind of thing, not just as an indistinct modifier but as a form of category-definition. He’s the “type of person,” “kind of person” — I lost track of the number of times this came up — who likes “sort of laid-back” music and is “sort of a brazen person” who sometimes has “a sort of arrogant attitude.”
adicionado por dcozy | editarNew York Times, Geoff Dyer (Aug 10, 2008)
 
When I closed the book, I found myself fantasising not about athletic feats, but that more readily available satisfaction that Murakami evokes so tellingly: the stinging joy of a very, very cold beer.
adicionado por Edward | editarThe Sunday Times, Kevin Jackson (Aug 3, 2008)
 

» Adicionar outros autores (15 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Murakami, Harukiautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Gabriel, PhilipTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado

Pertence à série publicada

Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Eventos importantes
Filmes relacionados
Premiações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
I'm on Kauai, in Hawaii, today, Friday, August 5, 2005. It's unbelievably clear and sunny, not a cloud in the sky.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Pain is inevitable.  Suffering is optional.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (2)

In 1982, having sold his jazz bar to devote himself to writing, Murakami began running to keep fit. A year later, he'd completed a solo course from Athens to Marathon, and now, after dozens of such races, not to mention triathlons and a dozen critically acclaimed books, he reflects upon the influence the sport has had on his life and--even more important--on his writing.--From publisher description.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Capas populares

Links rápidos

Avaliação

Média: (3.65)
0.5 1
1 15
1.5 7
2 55
2.5 28
3 385
3.5 95
4 486
4.5 41
5 178

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 162,447,711 livros! | Barra superior: Sempre visível