Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Kim Jiyoung, Born 1982: A Novel de Cho…
Carregando...

Kim Jiyoung, Born 1982: A Novel (edição: 2020)

de Cho Nam-Joo (Autor), Jamie Chang (Tradutor)

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
4202646,736 (3.95)22
Kim Ji-young is an "ordinary woman" in her thirties, with a husband and daughter and a home in the suburbs. One day she begins to behave abnormally, and her concerned husband arranges for her to attend counseling sessions. The doctor's notes of their conversations with Ji-young reveal her experiences as an "ordinary woman" living with discrimination and sexism.… (mais)
Membro:arewenotben
Título:Kim Jiyoung, Born 1982: A Novel
Autores:Cho Nam-Joo (Autor)
Outros autores:Jamie Chang (Tradutor)
Informação:Liveright (2020), 176 pages
Coleções:Sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:to-read

Detalhes da Obra

Kim Jiyoung, Born 1982 de Cho Nam-Joo

Adicionado recentemente porOliver.bumby, alexekk, biblioteca privada, anvitaharish, Cloelia, Tonicha, YugandharaPawar, soffitta1, ellidaver
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Veja também 22 menções

Inglês (22)  Francês (1)  Espanhol (1)  Holandês (1)  Todos os idiomas (25)
Mostrando 1-5 de 25 (seguinte | mostrar todas)
Update: I found a little blurb I had written on October 17, 2020!

The translation is not great but the book itself is. Just be prepared to be pissed off and hating men (again) when you finish it. Be prepared to throw your book or kindle across the room.
-----------------------------------------------------------------------------
Wait. I'm so confused. Did I read this book or did I not??? In a review of another edition I exclaimed over the last chapter, but I seriously remember nothing. And supposedly I read this book in October. Am I losing my mind? ( )
  Jinjer | Jul 19, 2021 |
Books are one of the best ways to learn about different cultures and people and this novel did an amazing job of letting me get a small glimpse into being a woman in South Korea. It did not paint a pretty picture. “Kim Jiyoung, Born 1982” does this without resorting to yelling or preaching, it SHOWS and it does so patiently and easily. It is a very short novel but I feel like I really got to know Kim Jiyoung and because of that I was able to see and feel along with her. Empathy often seems to be missing in our society these days, reading a book like this reminds me to make sure and exercise that muscle. As Kim thinks, “But is it right to prioritize short-term efficiency and balance sheets? Who’ll be the last ones standing in a world with these priorities, and will they be happy?” There are more important things in life. ( )
  MarkMad | Jul 14, 2021 |
4.5 stars. An honest story about gender inequality in Korea. An interesting format - fiction with real statistics mixed in. ( )
  MysteryTea | Jun 14, 2021 |
This is a novella but it took me days to get through it bc I got into a visceral rage every time I read a few pages. Its merit is not in its writing but in its realistic, clinical chronicling of the habitual sexism smothering women in Korea from childhood to death. Everything in it is something my friends or I have experienced while living/working in Korea--from sexual harassment to blatant misogyny in a male-dominated workforce--and it reminds me why I decided a decade ago that pursuing a career in Korea was not going to be the best choice for me.

The response to this book is exactly what you'd expect (obtuse and indignant men throwing tantrums online). ( )
  jiyoungh | May 3, 2021 |
Spare, minimalist, and devastating. Every page was an exercise in empathetic frustration, anger, powerlessness, and not a whole lot of hope. I'm not surprised that this book launched a modern feminist movement in Korea. It is a nuclear bomb of ideas in less than 150 pages. ( )
  evano | Apr 24, 2021 |
Mostrando 1-5 de 25 (seguinte | mostrar todas)
sem resenhas | adicionar uma resenha

» Adicionar outros autores

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Cho Nam-Jooautor principaltodas as ediçõescalculado
Bisiou, PierreTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Chang, JamieTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Choi, KyungranTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Eventos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Premiações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Kim Jiyoung is thirty-three years old, or thirty-four in Korean age.
Citações
Últimas palavras
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

Kim Ji-young is an "ordinary woman" in her thirties, with a husband and daughter and a home in the suburbs. One day she begins to behave abnormally, and her concerned husband arranges for her to attend counseling sessions. The doctor's notes of their conversations with Ji-young reveal her experiences as an "ordinary woman" living with discrimination and sexism.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Capas populares

Links rápidos

Avaliação

Média: (3.95)
0.5
1
1.5
2 7
2.5 2
3 19
3.5 4
4 44
4.5 7
5 29

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 163,468,104 livros! | Barra superior: Sempre visível