Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Carregando...

Little Dorrit (1857)

de Charles Dickens

Outros autores: Veja a seção outros autores.

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
5,678881,835 (3.99)349
Classic Literature. Fiction. HTML:

Little Dorrit grows up in the Marshalsea debtor's prison, where her father has been imprisoned ever since her birth. When Mr Dorrit's debt is excused, he is anxious to forget his inglorious past and be accepted back into the best circles of society. Dickens criticizes the hierarchical society which would demand such an impossible thing of a man, and also questions which class of their acquaintance are good people and true friends. When one of London's biggest banks fail, everyone is affected, high and low alike.

.… (mais)
  1. 13
    Sense and Sensibility de Jane Austen (FutureMrsJoshGroban)
    FutureMrsJoshGroban: They are both wonderful love stories, and they are both my favorite books by the respective authors.
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Veja também 349 menções

Inglês (83)  Espanhol (3)  Catalão (1)  Finlandês (1)  Todos os idiomas (88)
Mostrando 1-5 de 88 (seguinte | mostrar todas)
A true delight, Dickens' second masterpiece, coming soon after Bleak House. The 19th of Dickens' 24 major works, and the 11th of his novels, Dorrit was written over a span of two years, and brings us into CD's final act, as he begins to lavish careful attention on his works and aims to realise his characters far more greatly, and tie his works together. Dorrit is more diffuse than Bleak House yet feels even more like a novel rather than a serialised work.

The lead characters, Amy Dorrit - a child of a debt-ridden family, whose essential goodness has created a community in the most unlikely of places - and Arthur Clennam, the soulful sailor uncovering his family's ill deeds, are like most of Dickens' lead characters to date: a bit vanilla. This alone is a step back from Bleak House although they continue to greatly reflect the world around them, and in this case their positive qualities form a part of the novel's plea for sanity and simplicity in an increasingly material world.

The novel excels in its portrayal of Victorian England's ludicrous class system, through the absolutely fantastic caricatures of the Meagles and the Merdles, and in examining the idiocy of a culture that refuses to allow the downtrodden any relief. The Marshalsea - a real debtors' prison in which Dickens' father spent time, which had closed down shortly before the novel was written - is vividly realised, and the delightful supporting characters, from Mrs. Plornish to the conflicted Pancks, from the babbling Flora Finching to the eternally hilarious Mr. F's Aunt, still provide much merriment and intrigue. And the groaning, heaving mass that is Clennam and Co is perhaps Dickens' most powerful individual symbol.

At the heart of the work is Mr. Dorrit, a portrait of pathos like many prior, but far more interesting and realistic than any Dickensian character we have yet seen. A really strong work (with an equally beautiful and faithful BBC adaptation) that I heartily recommend. ( )
  therebelprince | Apr 21, 2024 |
AR: 9.4
  ASSG.Library | Mar 8, 2024 |
As part of my rest-of-my-life project, I tackled another large Dickens novel to start the year. There’s no getting around it: the fact that Mr. Dickens was paid by the installment clearly meant that many of his books are, um, longer than they need to be. Enjoyable? Yes. Amazingly plotted? Yes. Exceptional characters? Yes. Moving? Yes. But increasingly I am coming to the conclusion that they’re too damn long. Of course, Dickens wouldn’t be Dickens otherwise. Still.
Which leaves us with this tale of rags to riches to rags, the infamous Marshalsea Prison for debtors (where Dickens’ father spent time), and the absolutely lovable, self-effacing, gentle, too-good-to-be-true (or believable) Little Dorrit. The characters, as always, are much of the attraction; the plot threatens at a few points to be nearly incomprehensible (but never crosses that line); the tying-up of loose ends at the end of the book requires some rather silly inventions but it is, after all, Dickens, and so the novel succeeds despite all of this. If it’s not quite at the level of Bleak House or David Copperfield, it is also not terribly far from those masterpieces either. It took me quite some time to decide which novel to read this year and I read widely to help me decide. Definitely recommended. ( )
  Gypsy_Boy | Feb 16, 2024 |
Mil Nicholson is once again a marvelous narrator for this Dickens classic. I would strongly recommend her reading, even with the sometimes annoying "This is a Librivox recording..." at the start of every chapter. ( )
  leslie.98 | Jun 27, 2023 |
Después de más de veinte años en China («Tengo tan pocas raíces que me arrastra la corriente»), Arthur Clennam vuelve a Londres convencido de haber desperdiciado su juventud y de que ya ha pasado para él el momento del amor. Su madre, una anciana inválida y siniestra, le recibe gélidamente en la habitación de la que lleva doce años sin salir, y en la que, al fondo, en la penumbra, cose una desventurada muchacha. Arthur se interesa en seguida por ella, sospechando que puede guardar la clave de un vergonzoso secreto familiar que su madre le oculta, y descubre que se trata de Amy Dorrit, nacida en la cárcel de deudores de Marshalsea, donde su padre, uno de los más antiguos presos, es toda una institución…
  Natt90 | Feb 23, 2023 |
Mostrando 1-5 de 88 (seguinte | mostrar todas)
It tripped my social conscience and infected me for the rest of my life.
adicionado por Cynfelyn | editarThe Guardian, Jon Snow (Nov 19, 1999)
 

» Adicionar outros autores (66 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Charles Dickensautor principaltodas as ediçõescalculado
Altick, Richard D.Posfácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Browne, Hablôt K.Ilustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Courtenay, TomNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ferguson, AntonyReaderautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Frith, W.P.Artista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hoffmann, Paul TheodorTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Holloway, JohnEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kolb, CarlTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Lesser, AntonReaderautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
McKellen, IanNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Parfitt, JudyNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Preston, PeterEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Small, HelenIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Trilling, LionelIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Vance, SimonNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Wall, StephenEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Eventos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Thirty years ago, Marseilles lay burning in the sun, one day.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Indiani, russi, cinesi, spagnoli, portoghesi, inglesi, francesi, genovesi, napoletani, veneziani, greci, turchi, tutti i discendenti dei costruttori della Torre di Babele convenuti a Marsiglia per i loro commerci cercavano l'ombra …
Il tanfo della prigione gravava su ogni cosa. L'aria imprigionata, la luce imprigionata, l'umidità imprigionata, gli uomini imprigionati, tutto era degradato dalla reclusione. I prigionieri erano pallidi e sparuti come il ferro coperto di ruggine, la pietra viscida, il legno putrido, l'aria viziata e la luce opaca.
L'altro sputò e si raschiò la gola. Subito dopo s'udì anche una serratura raschiarsi la gola e una porta sbatté.
«Guarda la luce del giorno! Giorno! Questa è la luce di otto giorni fa, di sei mesi fa, di sei anni fa, tanto è debole e scialba!»
Era semplicemente un fanfarone, uno sfacciato millantatore; ma quanto a questo, e non solo a questo, in tutte le parti del mondo la sfacciataggine nell'affermare una cosa vale più d'una prova tangibile della sua realtà.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico
LCC Canônico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

Classic Literature. Fiction. HTML:

Little Dorrit grows up in the Marshalsea debtor's prison, where her father has been imprisoned ever since her birth. When Mr Dorrit's debt is excused, he is anxious to forget his inglorious past and be accepted back into the best circles of society. Dickens criticizes the hierarchical society which would demand such an impossible thing of a man, and also questions which class of their acquaintance are good people and true friends. When one of London's biggest banks fail, everyone is affected, high and low alike.

.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Links rápidos

Avaliação

Média: (3.99)
0.5 1
1 11
1.5 3
2 36
2.5 8
3 116
3.5 30
4 279
4.5 39
5 230

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 208,801,497 livros! | Barra superior: Sempre visível