Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Cuban color in tourism and la lucha : an…
Carregando...

Cuban color in tourism and la lucha : an ethnography of racial meanings (edição: 2011)

de L. Kaifa Roland (Autor)

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaConversas
4Nenhum(a)2,469,115Nenhum(a)Nenhum(a)
This study offers a provocative look at the meaning of belonging in modern socialist Cuba. Drawn from her experience talking to people in Cuba over the past decade, the author, an anthropologist from University of Colorado Boulder, sheds light on a country that has been inaccessible to the US since the mid-20th century. Roland explores the continuing impact of the collapse of the Soviet Union and the subsequent rise of the separate, government-sponsored segregated tourism in Cuba. She argues that segregated tourism results in the same racial divide that was evident on the island before the 1959 Revolution. She also discusses the tension between the government's desire to continue with socialist policies while simultaneously supporting capitalist endeavors and how this affects the daily struggle ({la lucha}) of the Cuban people.… (mais)
Membro:book_hound
Título:Cuban color in tourism and la lucha : an ethnography of racial meanings
Autores:L. Kaifa Roland (Autor)
Informação:New York : Oxford University Press, 2011.
Coleções:Sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:race, socialism, tourism, sex tourism, ethnography, cultural anthropology, anthropology

Detalhes da Obra

Cuban Color in Tourism and La Lucha: An Ethnography of Racial Meanings (Issues of Globalization:Case Studies in Contemporary Anthropology) de L. Kaifa Roland

Adicionado recentemente porTamaraTVH, book_hound, ada.ferrer
Nenhum(a)
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

Sem resenhas
sem resenhas | adicionar uma resenha
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Lugares importantes
Eventos importantes
Filmes relacionados
Premiações
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Citações
Últimas palavras
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
CDD/MDS canônico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

This study offers a provocative look at the meaning of belonging in modern socialist Cuba. Drawn from her experience talking to people in Cuba over the past decade, the author, an anthropologist from University of Colorado Boulder, sheds light on a country that has been inaccessible to the US since the mid-20th century. Roland explores the continuing impact of the collapse of the Soviet Union and the subsequent rise of the separate, government-sponsored segregated tourism in Cuba. She argues that segregated tourism results in the same racial divide that was evident on the island before the 1959 Revolution. She also discusses the tension between the government's desire to continue with socialist policies while simultaneously supporting capitalist endeavors and how this affects the daily struggle ({la lucha}) of the Cuban people.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Capas populares

Links rápidos

Avaliação

Média: Sem avaliação.

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 162,329,304 livros! | Barra superior: Sempre visível