Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Carregando...

Waiting for Godot: A Tragicomedy in Two Acts (1953)

de Samuel Beckett

Outros autores: Veja a seção outros autores.

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
12,980161475 (3.9)325
Classic Literature. Drama. Fiction. Literature. HTML:

From an inauspicious beginning at the tiny Left Bank Theatre de Babylone in 1953, followed by bewilderment among American and British audiences, Waiting for Godot has become of the most important and enigmatic plays of the past fifty years and a cornerstone of twentieth-century drama. As Clive Barnes wrote, "Time catches up with genius ... Waiting for Godot is one of the masterpieces of the century."
The story revolves around two seemingly homeless men waiting for someone??or something??named Godot. Vladimir and Estragon wait near a tree, inhabiting a drama spun of their own consciousness. The result is a comical wordplay of poetry, dreamscapes, and nonsense, which has been interpreted as mankind's inexhaustible search for meaning. Beckett's language pioneered an expressionistic minimalism that captured the existential post-World War II Europe. His play remains one of the most magical and beautiful allegories of our time
… (mais)

  1. 172
    Rosencrantz and Guildenstern Are Dead de Tom Stoppard (acenturyofsleep)
    acenturyofsleep: Stoppard's play's been called "Waiting for Hamlet," as both are existentialist plays featuring a pair of clueless (yet tragic) idiots.
  2. 50
    Rhinoceros de Eugène Ionesco (interference)
    interference: Ebenfalls ein Klassiker des Absurden Theaters.
  3. 30
    Incidences de Daniil Kharms (ateolf)
  4. 20
    O Processo de Franz Kafka (SandraArdnas)
    SandraArdnas: Both masterpieces of the absurd
  5. 10
    The Woman in the Dunes de Kōbō Abe (christiguc)
  6. 10
    Seven Plays de Sam Shepard (SandraArdnas)
  7. 00
    Mercier and Camier de Samuel Beckett (EMS_24)
    EMS_24: Two man, trying to escape the city what doesn't succeed. Absurdism, exentialism, repetition.
  8. 03
    Beatrice and Virgil de Yann Martel (Othemts)
1950s (19)
AP Lit (64)
scav (51)
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Veja também 325 menções

Exibindo 2 de 2
Na peça em dois atos, nada acontece: Dois loquazes e palrativos mendigos numa paisagem desolada esperam a chegada de um misterioso Godot cujachegada a cada momento se torna mais improvável. Cria-se no espectador a sensação de circularidade, L'Éternel Retour marcado por um dilema cuja essência é : Não posso mais esperar, porém tenho que esperanr. O drama existencial de confinamento foca a espera da quebra de um círculo vicioso e o fazer com que o tempo ande para a frente. Este surrealismo existencial tem ensejado, entre os críticos, pensamentos mais transcendentes e metafísicos sobre as questões da humanidade: nosso propósito neste cosmos, a possível presença de um poder superior e a nossa resistência desafiadora a toda e qualquer explicação ou interpretação. ( )
  jgcorrea | Oct 1, 2022 |
Junto a uma árvore desfolhada, no meio de um descampado que talvez esteja em algum lugar da França, dois vagabundos, maltrapilhos mas pontuais, atendem dia após dia ao chamado de uma certo senhor Godot, Godet ou Godin - que prima por não comparecer, supondo-se que tenha de fato marcado o encontro.
  xis.mariana | Nov 25, 2009 |
Exibindo 2 de 2

» Adicionar outros autores (62 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Beckett, Samuelautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Andrade, Fabio de SouzaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Brée, GermaineEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Bryden, MaryIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Deardoff, Kenneth R.Designer da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Duckworth, ColinEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Eriksson, Göran O.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Eriksson, Lill-IngerTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kuhlman, RoyDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ouředník, PatrikTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Phillips, TomIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Schoenfeld, EricEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado

Pertence à série publicada

Está contido em

Tem a adaptação

É parodiada em

Tem como estudo

Tem como suplemento

Tem um comentário sobre o texto

Tem um guia de estudo para estudantes

Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Eventos importantes
Filmes relacionados
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Estragon, sitting on a low mound, is trying to take off his boot. He pulls at it with both hands, panting. He gives up, exhausted, rests, tries again.
As before.
Enter Vladimir
ESTRAGON: (giving up again) Nothing to be done.
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
"Don't talk to me. Don't speak to me. Stay with me."
ESTRAGON: Nothing happens, nobody comes, nobody goes, it's awful!
ESTRAGON: We've lost our rights?
VLADIMIR: [Distinctly.] We got rid of them.
VLADIMIR: That passed the time.
ESTRAGON: It would have passed in any case.
VLADIMIR: Yes, but not so rapidly.
VLADIMIR: Moron!
ESTRAGON: Vermin!
VLADIMIR: Abortion!
ESTRAGON: Morpion!
VLADIMIR: Sewer-rat!
ESTRAGON: Curate!
VLADIMIR: Cretin!
ESTRAGON: [With finality.] Crritic!
VLADIMIR: Oh!
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Aviso de desambiguação
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
3518365010 1971 softcover trilingual suhrkamp taschenbuch 1
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico
LCC Canônico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

Classic Literature. Drama. Fiction. Literature. HTML:

From an inauspicious beginning at the tiny Left Bank Theatre de Babylone in 1953, followed by bewilderment among American and British audiences, Waiting for Godot has become of the most important and enigmatic plays of the past fifty years and a cornerstone of twentieth-century drama. As Clive Barnes wrote, "Time catches up with genius ... Waiting for Godot is one of the masterpieces of the century."
The story revolves around two seemingly homeless men waiting for someone??or something??named Godot. Vladimir and Estragon wait near a tree, inhabiting a drama spun of their own consciousness. The result is a comical wordplay of poetry, dreamscapes, and nonsense, which has been interpreted as mankind's inexhaustible search for meaning. Beckett's language pioneered an expressionistic minimalism that captured the existential post-World War II Europe. His play remains one of the most magical and beautiful allegories of our time

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Links rápidos

Avaliação

Média: (3.9)
0.5 9
1 79
1.5 9
2 175
2.5 24
3 521
3.5 92
4 836
4.5 104
5 905

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 205,887,792 livros! | Barra superior: Sempre visível