Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Rojo y negro : crónica del siglo XIX…
Carregando...

Rojo y negro : crónica del siglo XIX (original: 1830; edição: 2006)

de Stendhal, Consuelo Berges

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaConversas / Menções
7,962110782 (3.86)1 / 285
The son of a carpenter, Julian Sorel is inspired by the writings of Napoleon to conquer the heights of society. His initial plan to work his way up through the church is, however, thwarted when he is forced to accept employment as a tutor--and this rash social entrepreneur certainly has not considered the dangers of falling in love. Stendhal's novel is an amusing and piquant study of hypocrisy and free will in post-Napoleonic France.… (mais)
Membro:Matonkiki
Título:Rojo y negro : crónica del siglo XIX
Autores:Stendhal
Outros autores:Consuelo Berges
Informação:Madrid Alianza 2006
Coleções:Sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Detalhes da Obra

The Red and the Black de Stendhal (1830)

  1. 40
    Madame Bovary de Gustave Flaubert (LittleMiho)
  2. 20
    The Charterhouse of Parma de Stendhal (Usuário anônimo)
  3. 20
    Ilusões Perdidas de Honoré de Balzac (Eustrabirbeonne)
  4. 10
    Old Goriot de Honoré de Balzac (ShaneTierney)
  5. 00
    O grande Gatsby de F. Scott Fitzgerald (CGlanovsky)
    CGlanovsky: Shady social upstarts rising to prominence in societies dealing with fundamental class upheaval and entertaining romantic aspirations outside their traditional spheres.
  6. 01
    Elective Affinities de Johann Wolfgang von Goethe (Jozefus)
    Jozefus: De boeken zijn qua sfeer en thematiek vergelijkbaar. Bovendien verwijst Stendhal rechtstreeks naar Goethe: hoofdstuk I-7 heet "Les Affinités électives" en dat is ook de titel van de Franse vertaling van "Die Wahlverwandtschaften".
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Inglês (79)  Francês (11)  Espanhol (10)  Holandês (3)  Italiano (3)  Alemão (2)  Catalão (2)  Todos os idiomas (110)
Mostrando 1-5 de 110 (seguinte | mostrar todas)
GU-1
  Murtra | Nov 20, 2020 |
Y-4
  Murtra | Nov 20, 2020 |
I was surprised at this: first, it's very readable (well done to the translator); second, it's very entertaining for about three quarters of the time. Unfortunately, Beyle gets serious about LURV, and turns into the most tedious kind of romantic for long stretches of the book. Give me more of the falsity and fakeness of human existence, the turpitude of the rich and of society as a whole, the extremely funny church satire--in short give me more Tobias Smollett. And give me much less of the nineteenth century, French version of D.H. Lawrence. In short: this is very fun, and I have no intention whatsoever of reading any more of his work, because I'm fairly sure it'll be much more of the gothicized lurv, and much less of the social critique. If I'm wrong, do let me know. ( )
  stillatim | Oct 23, 2020 |
En s'inspirant d'un fait divers tragique, Stendhal a écrit un roman culte qui marie chronique sociale et aventures amoureuses dans la société figée et mélancolique de la Restauration. Tranchant sur cette France où les idéaux des périodes révolutionnaire et napoléonienne n'ont plus cours, Julien Sorel apparaît comme la figure éternelle du héros porté par ses rêves d'ambition, ses désirs d'absolu et sa noblesse de coeur.
Sa défaite inscrira son destin dans celui de toute une " génération perdue " .
  bibliotecayamaguchi | Sep 22, 2020 |
I first read Stendhal's The Red and the Black fifteen years ago, when I was the same age as Julien Sorel, the book's protagonist. Ever since it has occupied a special place in my heart, for I consider it, without reserve, to be the greatest novel of all time, the one book that I recommend above all others to friends and colleagues. I've studied it, written about it, and of course, read and reread it in the intervening years. Of the various translations out there, I would say that Roger Gard's version does the best job of combining readability and accuracy, although I do admire C.K. Scott Moncrieff's abilities as a translator as well.

The book's plot centers on the rise of Julien, a young French peasant from the provincial village of Verrieres. Julien is a quixotic figure: he adores Napoleon and Rousseau and fancies himself as something of a Don Juan, but in reality he is an awkward and over-sensitive ingenue. So while Julien does possess a superior intelligence, Stendhal comically allows his hero to succeed in *spite* of his repeated blunders rather than any genius on his part. The arc of Julien's success is marked by his transition between three different locations. In Part I, in his hometown of Verrieres, he is elevated above his crude peasant family by his appointment as tutor to the mayor's family. While acting in this capacity, he embarks on an affair with the mayor's wife, Mme de Renal, and, when things end badly, he flees to the town of Besançon to pursue his studies as a priest. In Part II, he is again plucked from relative obscurity to serve as the secretary of the Marquis de Mole, an aristocrat who lives in Paris. There, Julien embarks on another illicit affair, this time with the marquis's fiery, unpredictable daughter, Mathilde.

One of the most astounding features of this book is Stendhal's mastery in depicting the complex psychology of his characters, for Julien, Mathilde, and Mme de Renal resonate in the reader's memory long after the last chapter has closed. Equally impressive is the narrator's ironic tone which, in the process of meditating on the particularities of the nineteenth century, nonetheless contains an unexpected freshness and modernity that will entertain and enchant even the most contemporary reader. These elements all give the book an untimely feeling that cuts across the grain of one's expectations: a nineteenth-century French realist novel shouldn't be this wonderfully engaging and relevant, and yet it somehow is. Oh, and that ending? That twist in the narrative of Julien's seemingly unstoppable success? Yeah, you'll never see it coming. It's as startling, as Stendhal once said, as a pistol shot in a theater. ( )
1 vote vernaye | May 23, 2020 |
Mostrando 1-5 de 110 (seguinte | mostrar todas)
Qua schrijfstijl zou Stendhal maar wat aanrommelen, maar in Het rood en het zwart, nu opnieuw uitgebracht in de Perpetua-reeks, bereikt hij het gewenste effect door inzet van de juiste middelen....
adicionado por Jozefus | editarde Volkskrant, Martin de Haan (Dec 7, 2007)
 

» Adicionar outros autores (125 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Stendhalautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Bair, LowellTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Bergés, ConsueloTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Beyer, HugoEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Botto, MargheritaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Busoni, RafaelloIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Castex, Pierre-GeorgesEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Charles, JoanTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Del Litto, VictorPrefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Evans, BergenIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Fadiman, CliftonIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Gard, RogerEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Gard, RogerTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Heumakers, ArnoldPosfácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Johnson, DianeIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Lavagetto, MarioTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Madden, JamesNotesautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Manger, HermienTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Martineau, HenriEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Maugham, W. SomersetEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Mérimée, ProsperIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pinxteren, Hans vanTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Raffel, BurtonTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Schurig, ArthurTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Shaw, Margaret R. B.Introduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Shaw, Margaret R. B.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Thole, KarelArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Informação do Conhecimento Comum em Holandês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em Holandês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Informação do Conhecimento Comum em Holandês. Edite para a localizar na sua língua.
Eventos importantes
Informação do Conhecimento Comum em Holandês. Edite para a localizar na sua língua.
Filmes relacionados
Premiações
Informação do Conhecimento Comum em Holandês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em Holandês. Edite para a localizar na sua língua.
Waarheid, bittere waarheid. – Danton
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
To the happy few
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em Holandês. Edite para a localizar na sua língua.
Verrieres kan worden beschouwd als een van de mooiste stadjes in de France-Comté.
Citações
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em Holandês. Edite para a localizar na sua língua.
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Aviso de desambiguação
Informação do Conhecimento Comum em Holandês. Edite para a localizar na sua língua.
De e-boekversie van Het rood en het zwart bevat vrij veel transscriptiefouten en is niet aangepast aan de spellingswijzigingen van 1996.
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em Holandês. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

The son of a carpenter, Julian Sorel is inspired by the writings of Napoleon to conquer the heights of society. His initial plan to work his way up through the church is, however, thwarted when he is forced to accept employment as a tutor--and this rash social entrepreneur certainly has not considered the dangers of falling in love. Stendhal's novel is an amusing and piquant study of hypocrisy and free will in post-Napoleonic France.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Links rápidos

Capas populares

Avaliação

Média: (3.86)
0.5 2
1 28
1.5 2
2 62
2.5 29
3 226
3.5 67
4 379
4.5 52
5 333

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 155,905,745 livros! | Barra superior: Sempre visível