Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Carregando...

Stand on Zanzibar (1968)

de John Brunner

Outros autores: Veja a seção outros autores.

Séries: Club of Rome Quartet (1)

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
3,223524,189 (3.9)169
"Originally published in 1968, Stand on Zanzibar was a breakthrough in science fiction storytelling technique, and a prophetic look at a dystopian 2010 that remains compelling today. Corporations have usurped democracy, ubiquitous information technology mediates human relationships, mass-marketed psychosomatic drugs keep billions docile, and genetic engineering is routine. Universal in reach, the world-system is out of control, and we are all its victims...and its creator"--Cover p. [4].… (mais)
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Veja também 169 menções

Inglês (48)  Espanhol (2)  Francês (1)  Italiano (1)  Todos os idiomas (52)
Mostrando 1-5 de 52 (seguinte | mostrar todas)
Story: 3 / 10
Characters: 5
Setting: 6
Prose: 2

Tags: Overpopulation, drugs, Afram, religion, colonialism ( )
  MXMLLN | Jan 12, 2024 |
Dense. Complex. A uniquely structured novel that envelopes you in the (then) future world of 2010 as imagined by John Brunner. It's not an idealistic or even vaguely positive vision. But it is eerily accurate in some of it's predictions. Which makes the darker aspects of Brunner's past future hit closer to home. In a way this novel has a renewed and different sense of relevance now it's date of prediction has passed. Highly recommended and don't let the setting of a prediction of a future that has now passed put you off, in many ways this has made it more compelling to read in 2016 ( )
  laurence_gb | Jul 30, 2023 |
Te dirán que la totalidad de la raza humana cabría en la isla de Wight, que tiene 381 kilómetros cuadrados de superficie. Naturalmente, no se podrían mover, sólo estar firmes. ¿Cierto? Quizá en 1918. Ahora necesitaríamos la isla de Man, de 572 km2. Para 2010, algo más grande, algo como Zanzíbar, de 1658 km2.
En 2010 hay más de 7 mil millones de personas atestando el mundo. Un mundo de la Base Lunar Cero, de ordenadores inteligentes y de alucinógenos comercializados en masa. Un mundo en el que un hombre tranquilo puede ser convertido en una máquina humana programada para matar.
  Natt90 | Mar 17, 2023 |
Where Brunner really excels is in weaving together a variety of different narratives to paint a vision of a future that is both familiar and nightmare in nature. After thirty years, Brunner's dystopia of the future still has a lot of resonance for readers today. It is wonderful in its multi-faceted presentation of a dystopian vision. Make a beeline for it if you haven't read it before. If you have, read it again because it holds up well over time. ( )
  jwhenderson | Mar 13, 2023 |
Another book, like "The Sheep Look Up," that proves Brunner is a time traveler. Published in 1968, How else could he know so many things about the future? A president named Obomi, who actually loves his people and wants the best for them, "domestic" computers to help you with your finances, the spread of hate and terrorism, the financial and technical advancement of the Chinese so that they have become our rivals. The only thing that he was ahead of himself with, are The Eugenics Board, The Eugenics Laws and their accompanying police. We know that's coming soon. ( )
  burritapal | Oct 23, 2022 |
Mostrando 1-5 de 52 (seguinte | mostrar todas)
sem resenhas | adicionar uma resenha

» Adicionar outros autores (2 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Brunner, Johnautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Brin, DavidIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Burns, JimArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Gómez García, JesúsTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hasted, MichaelDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
McMurray, JacobIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pemerle, DidierTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pukallus, HorstTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Robinson, Kim StanleyIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
S. A. Summit IncDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tinkelman, MurrayArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Eventos importantes
Filmes relacionados
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
context (0)                              THE INNES MODE      

"There is nothing wilful or arbitrary about the Innis mode of expression. Were it to be translated into perspective prose, it would not only require huge space, but the insight into modes of interplay among forms of organisation would also be lost. Innis sacrificed point of view and prestige to his sense of the urgent need for insight. A point of view can be a dangerous luxury when substituted for insight and understanding. As Innes got more insight he abandoned any mere point of view in his presentation of knowledge. When he interrelates the development of the steam press with the 'consolidation of the vernaculars' and the rise of nationalism and revolution he is not reporting anybody's point of view, least of all his own. He is setting up a mosaic configuration or galaxy for insight... Innes makes no effort to 'spell out' the interrelations between the components in his galaxy. He offers no consumer packages in his later work, but only do-it-yourself kits..." - Marshall McLuhan: The Gutenberg Galaxy
Dedicatória
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
For Marjorie of course
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Stock cue SOUND: 'Presenting SCANALYZER, EngrelaySatelserv's unique thrice-per-day study of the big big scene, the INdepth INdependent INmediate INterface between you and your world!'
Citações
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico
LCC Canônico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

"Originally published in 1968, Stand on Zanzibar was a breakthrough in science fiction storytelling technique, and a prophetic look at a dystopian 2010 that remains compelling today. Corporations have usurped democracy, ubiquitous information technology mediates human relationships, mass-marketed psychosomatic drugs keep billions docile, and genetic engineering is routine. Universal in reach, the world-system is out of control, and we are all its victims...and its creator"--Cover p. [4].

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Current Discussions

Nenhum(a)

Capas populares

Links rápidos

Avaliação

Média: (3.9)
0.5 2
1 13
1.5 4
2 37
2.5 11
3 108
3.5 30
4 197
4.5 28
5 193

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 206,965,061 livros! | Barra superior: Sempre visível