Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Carregando...

The Structure of Magic, Vol. 1: A Book About Language and Therapy

de Richard Bandler, John Grinder

Séries: Structure of Magic (1)

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
424444,252 (4.14)3
Nenhum(a)
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Veja também 3 menções

Exibindo 4 de 4
Librería 2. Estante 5
  atman2019 | Jul 18, 2019 |
interessant om te ontdekken dat de taal een sleutel biedt tot het verbreden van het eigen wereldbeeld.
  katiabib | Dec 27, 2013 |
This is a little gem of a book which, perhaps more so than any other, helped me understand how our minds work on a linguistic basis (a topic of, no doubt, interest to avid readers).

The downside is that it's basically a textbook writing for pyschologists. But, if you can stomach the dryness, the rewards of insight are well worth the effort.

As many know, this series of books along with Frogs into Princes helped to establish the field of Nero Linguistic Programming or NLP.
  DWallaceFleming | Dec 19, 2011 |
Hmm....I'm not an expert in the development of psychotherapy history, but this book seems to have developed the techniques so familiar to us such as....'what do you mean by that......how do you feel about that....etc. Many authors cite the authors Bandler and Grinder as authorities especially in the fields of NLP and hypnosis, and these books would seem to be important in several psychological areas. Whatever the background and uses of this book, it is incredibly boring and its clinical approach makes it as much fun as a kick in the jewels. But, it is organized as a learning text rather than a fun read, and it seems to be a detailed, comprehensive tool to teach one the techinque of asking "how do you feel about that"....lol.....it is also much more. Bandler and Grinder, developed (?) the idea that a persons conception of the world (thier own personal reality), or model as the authors call it can be analyzed by a therapist, who discovers and unveils deletions, generalizations,and other mental distortions. All this is structurally apparant in the persons grammer, and language patterns. Interesting. I didn't enjoy reading it, but it was a valuable read. ( )
  ahystorianII | Apr 25, 2008 |
Exibindo 4 de 4
sem resenhas | adicionar uma resenha

» Adicionar outros autores (12 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Richard Bandlerautor principaltodas as ediçõescalculado
Grinder, Johnautor principaltodas as ediçõesconfirmado

Pertence à série

Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Lugares importantes
Eventos importantes
Filmes relacionados
Premiações
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Citações
Últimas palavras
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
CDD/MDS canônico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (3)

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Links rápidos

Capas populares

Avaliação

Média: (4.14)
0.5
1
1.5
2 1
2.5 1
3 5
3.5 4
4 14
4.5 1
5 16

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 157,217,354 livros! | Barra superior: Sempre visível