Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Carregando...

Three Sisters

de Laurence Olivier

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaConversas
711,940,645 (3.5)Nenhum(a)
Adicionado recentemente porWaldstein, Ogygia, sbrumfit
Nenhum(a)
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

Three Sisters (1970)

Joan Plowright – Masha
Jeanne Watts – Olga
Louise Purnell – Irina
Derek Jacobi – Andrei
Alan Bates – Vershinin
Laurence Olivier – Chebutikin
Ronald Pickup – Baron Tusenbach
Kenneth MacKintosh – Kulighin
Sheila Reid – Natasha
Frank Wylie – Solloni

Screenplay (1901) by Anton Chekhov as translated by Moura Budberg
Directed by Laurence Olivier

Colour. 162 min.

==============================================

This film almost made me cry. Tears flooded my eyes when I watched how all those magnificent actors and actresses acted their heads off trying to breathe some life, charm and substance into Chekhov’s hysterical windbags. They almost succeeded. Almost! Even the greatest cast, after all, cannot make something out of nothing. Compared to the other movie from the same year, this one is more light-hearted but by no means flippant in the noisy ensembles and more subdued without being insipid in the more intimate episodes. This is an oversimplification, of course, but not a gross one. The change of tone is welcome in a play that all too easily may become a tedious farce or a spurious tragedy. Except for Joan Plowright (quite nice but no match for Janet Suzman), the acting is superior. I can’t imagine how it could be improved further. Almost every performance is a standout without being a star role. A rare balance! The text is much more complete, but the translation is different and, to my ears, less elegant than the one by Elisaveta Fen. The production is just as drab and claustrophobic, yet somehow more stylish and more spacious. Olivier does a remarkable job with what must be a director’s nightmare, a crowded yet static play with an ensemble cast rivalling in numbers Napoleon’s army. All in all, this is as fine a production as filmed theatre could possibly be. But the play remains a dull affair full of silly puppets that no amount of acting genius can make compelling. Verbose, too; this, not any pacing issues, is the reason for the monstrous runtime. ( )
  Waldstein | May 1, 2020 |
sem resenhas | adicionar uma resenha
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Lugares importantes
Eventos importantes
Filmes relacionados
Premiações
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Citações
Últimas palavras
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
CDD/MDS canônico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Links rápidos

Capas populares

Avaliação

Média: (3.5)
0.5
1
1.5
2
2.5
3
3.5 1
4
4.5
5

GenreThing

No genres

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 160,281,544 livros! | Barra superior: Sempre visível