Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Penguin English Library the Woman in White…
Carregando...

Penguin English Library the Woman in White (The Penguin English Library) (original: 1860; edição: 2012)

de Wilkie Collins (Autor)

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaConversas / Menções
10,929304461 (4.06)7 / 1230
"There, in the middle of the broad, bright high-road--there, as if it had that moment sprung out of the earth or dropped from the heaven--stood the figure of a solitary Woman, dressed from head to foot in white garments." Thus young Walter Hartright first meets the mysterious woman in white in what soon became one of the most popular novels of the nineteenth century. Secrets, mistaken identities, surprise revelations, amnesia, locked rooms and locked asylums, and an unorthodox villain made this mystery thriller an instant success when it first appeared in 1860, and it has continued to enthrall readers ever since. From the hero's foreboding before his arrival at Limmeridge House to the nefarious plot concerning the beautiful Laura, the breathtaking tension of Collins's narrative created a new literary genre of suspense fiction, which profoundly shaped the course of English popular writing. Collins's other great mystery, The Moonstone, has been called the finest detective story ever written, but it was this work that so gripped the imagination of the world that Wilkie Collins had his own tombstone inscribed: "Author of The Woman in White."… (mais)
Membro:autisticluke
Título:Penguin English Library the Woman in White (The Penguin English Library)
Autores:Wilkie Collins (Autor)
Informação:Penguin UK (2012), Edition: UK ed., 720 pages
Coleções:Sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:to-read, classics, mystery, horror, english, 1800s, fantasy, supernatural, borrow, fiction, westeurope

Detalhes da Obra

The Woman in White de Wilkie Collins (1860)

Adicionado recentemente porArina42, -pilgrim-, biblioteca privada, Watry, susanannanyhuis, Alays, e-zReader
Bibliotecas HistóricasRobert Gordon Menzies, USS California (Armored Cruiser No. 6)
Ghosts (6)
1860s (8)
My TBR (20)
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Inglês (290)  Italiano (4)  Holandês (2)  Francês (2)  Espanhol (2)  Português (1)  Sueco (1)  Catalão (1)  Todos os idiomas (303)
Mostrando 1-5 de 303 (seguinte | mostrar todas)
Avvincente, emozionante, misterioso. Il vecchietto (pubblicato a puntate sulla rivista di Dickens intorno alla metà dell'800) regge bene il confronto con testi contemporanei di evasione.
E' scorrevole, divertente e lascia con il fiato sospeso per quasi tutta la lettura, senza contare che il protagonista malvagio che trama le peggio cose con magnifico garbo e creanza è un Italiano, il Conte Fosco, tanto rispettoso dell'etichetta e della buona creanza, intellettualmente elevato e elegante in modo impareggiabile, quanto basso in quanto nobiltà d'animo.

Insomma, un buon libro d'epoca da tenere in libreria. ( )
  LauraLaLunga | Feb 15, 2021 |
Written in the 1800s, the writing style reads rather contemporary. The story is well constructed, using the technique of different narrators. This gives the benefit of different perspectives, and the reader gradually finds out what actually happened. ( )
  siok | Dec 6, 2020 |
In many ways this is an unusual read for me. A mystery: I read very few of these, although I did just recently finish up all of the Sherlock Holmes stories. A novel from the Victorian age: I should read more from that time period. A novel by Wilkie Collins: my first, but I think not my last. A Woman in White is proof of the value I get from Goodreads. It found its way to my “to read” list because of the reviews of some Goodreads friends, described as a mystery that is enjoyable even to those that don’t typically read mysteries.

A Woman in White was one of those easy reading pleasures. While it was slow in starting and slow in places, the characters became as rich in detail as any friends in real life and the plot revealed itself slowly and enticingly. This novel continually invited me back like a fall day that encourages you to spend the entire day outside.

I listened to this on Audible. There are actually several different recordings of A Woman in White available through Audible. I listened to one in which different actors played the various characters. This was very effective as Wilkie Collins uses different narrators throughout the novel, an approach that I think he uses in some of his other novels.

I imagine Wilkie Collins would be quite content to know that his novels bring so much pleasure these many years after writing them. I think I would be. ( )
  afkendrick | Oct 24, 2020 |
elm tree press
illustrated by rosoman
776/1500 ( )
  Drfreddy94 | Sep 2, 2020 |
Collins, Wilkie
  Pepe11 | Aug 9, 2020 |
Mostrando 1-5 de 303 (seguinte | mostrar todas)
sem resenhas | adicionar uma resenha

» Adicionar outros autores (77 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Wilkie Collinsautor principaltodas as ediçõescalculado
Bailey, JosephineNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Cauti, CamilleIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Dei, FedoraTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Holm, IanNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Lorac, E. C. R.Introduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Prebble, SimonNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ruffilli, PaoloIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Sutherland, JohnEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Sweet, MatthewEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Symons, JulianIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Tummolini, StefanoTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Willis, ChristineEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Woolf, GabrielNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Eventos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Premiações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
This is the story of what a Woman's patience can endure, and what a Man's resolution can achieve.
T. S. Eliot, in seeking to express his admiration for Wilkie Collins's The Woman in White, together with Armadale and The Moonstone, regretted that there was no aesthetic of melodrama, a genuine art form. (Introduction)
An experiment is attempted in this novel, which has not (so far as I know) been hitherto tried in fiction. (Preface 1860)
'The Woman in White' has been received with such marked favour by a very large circle of readers, that this volume scarcely stands in need of any prefatory introduction on my part. (Preface 1861)
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
The soft hazy twilight was just shading leaf and blossom alike into harmony with its own sober hues as we entered the room, and the sweet evening scent of the flowers met us with its fragrant welcome through the open glass doors.
There are three things that none of the young men of the present generation can do. They can't sit over their wine, they can't play at whist, and they can't pay a lady a compliment.
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

"There, in the middle of the broad, bright high-road--there, as if it had that moment sprung out of the earth or dropped from the heaven--stood the figure of a solitary Woman, dressed from head to foot in white garments." Thus young Walter Hartright first meets the mysterious woman in white in what soon became one of the most popular novels of the nineteenth century. Secrets, mistaken identities, surprise revelations, amnesia, locked rooms and locked asylums, and an unorthodox villain made this mystery thriller an instant success when it first appeared in 1860, and it has continued to enthrall readers ever since. From the hero's foreboding before his arrival at Limmeridge House to the nefarious plot concerning the beautiful Laura, the breathtaking tension of Collins's narrative created a new literary genre of suspense fiction, which profoundly shaped the course of English popular writing. Collins's other great mystery, The Moonstone, has been called the finest detective story ever written, but it was this work that so gripped the imagination of the world that Wilkie Collins had his own tombstone inscribed: "Author of The Woman in White."

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Links rápidos

Capas populares

Avaliação

Média: (4.06)
0.5 3
1 19
1.5 5
2 77
2.5 33
3 375
3.5 118
4 892
4.5 157
5 800

Penguin Australia

2 edições deste livro foram publicadas por Penguin Australia.

Edições: 0141439610, 0141389435

Tantor Media

Uma edição deste livro foi publicada pela Tantor Media.

» Página Web de informação sobre a editora

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 157,049,321 livros! | Barra superior: Sempre visível