Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

The Bright Continent: Breaking Rules and…
Carregando...

The Bright Continent: Breaking Rules and Making Change in Modern Africa (edição: 2015)

de Dayo Olopade (Autor)

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaConversas
641329,983 (3.9)Nenhum(a)
A Nigerian-American journalist attempts to dispel the warring, impoverished, and pitiful images of Africa so prevalent in the media with the joyful and innovative country she knows by highlighting the commercial opportunities and technological innovations to be found there.
Membro:WesternCarolina
Título:The Bright Continent: Breaking Rules and Making Change in Modern Africa
Autores:Dayo Olopade (Autor)
Informação:Mariner Books (2015), Edition: Illustrated, 288 pages
Coleções:One Book
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Detalhes da Obra

The Bright Continent: Breaking Rules and Making Change in Modern Africa de Dayo Olopade

Nenhum(a)
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

There is a lot to like about this book, which sets out to correct misperceptions of Africa as a place of hopeless misery waiting for Western saviors. Olopade covers the African spirit of resilience, the way in which living in "fail states" (as opposed to "failed states) which do not provide the safety nets or supports that we in the West expect from our modern government, has led to innovation and small scale development. She highlights the development of resilient business practices and the development of creative solutions, such as software development, to meet modern challenges. However, I feel like the last couple of chapters fall back on old formulas. Suddenly, it seems the author cannot really quite envision the development of Africa without some kind of intervention from outside, although she is careful to qualify what types. I found myself frustrated by her cheerful endorsement of NGO based development as opposed to govt. to govt aid. When she gets around to praising the paternalistic African Leadership Academy, I got beyond irritated and had to quit reading for a while. Lots of good stuff here, but don't let your guard down. ( )
1 vote kaitanya64 | Jan 3, 2017 |
sem resenhas | adicionar uma resenha
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Lugares importantes
Eventos importantes
Filmes relacionados
Premiações
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Citações
Últimas palavras
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
CDD/MDS canônico
Canonical LCC

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

A Nigerian-American journalist attempts to dispel the warring, impoverished, and pitiful images of Africa so prevalent in the media with the joyful and innovative country she knows by highlighting the commercial opportunities and technological innovations to be found there.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Capas populares

Links rápidos

Gêneros

Melvil Decimal System (DDC)

967.033 — History and Geography Africa Africa, Sub-Saharan

Classificação da Biblioteca do Congresso dos E.U.A. (LCC)

Avaliação

Média: (3.9)
0.5
1
1.5
2
2.5
3 1
3.5
4 3
4.5 1
5

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 162,296,313 livros! | Barra superior: Sempre visível