Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Ubu Roi de Jarry Alfred
Carregando...

Ubu Roi (original: 1896; edição: 1999)

de Jarry Alfred (Autor)

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
8701218,366 (3.5)10
A stunning, controversial work that immediately outraged audiences with its scatological references during the 1896 premiere, the farce satirizes the tendency of the successful bourgeois to abuse his authority and become irresponsibly complacent. Championed as the first absurdist drama, Ubu Roi features a main character that is cruel, gluttonous, and grotesque.… (mais)
Membro:Nebuleuse
Título:Ubu Roi
Autores:Jarry Alfred (Autor)
Informação:Distribooks Inc (1999), Edition: Second edition, 157 pages
Coleções:Sua biblioteca
Avaliação:****
Etiquetas:Nenhum(a)

Detalhes da Obra

Ubu Roi de Alfred Jarry (1896)

Adicionado recentemente porbiblioteca privada, Drapetsona, johanvdwalle, MDMcBride, MisterEssential, poumtatalia
Bibliotecas HistóricasEdward Estlin Cummings , Eeva-Liisa Manner

Nenhum(a).

Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Veja também 10 menções

Inglês (8)  Francês (3)  Alemão (1)  Todos os idiomas (12)
Mostrando 1-5 de 12 (seguinte | mostrar todas)
At a time when everything seems absurd, this play casts a shining light on society and government. As long as systems of government are corrupt this, this play will have meaning. ( )
  caseybp | Dec 2, 2020 |
Absurd and likely some of the inspiration of the Dada art and literature movement. This is not for everyone but in it's ridiculousness there are some kernels of wisdom. Remarkably relevant to today's environment. ( )
  Fremuth | Aug 27, 2019 |
> Par Adrian (Laculturegenerale.com) : Les 150 classiques de la littérature française qu’il faut avoir lus !
07/05/2017 - Ce qui était au départ une farce de Jarry et de ses camarades de lycée est devenu cette pièce qui annonce par certains aspects le surréalisme, l’absurde, et peut-être, par Ubu, les crimes du XXe siècle.
  Joop-le-philosophe | Jan 27, 2019 |
Handwritten prints with background drawings, including by Jarry and Bonnard, and two essays on theatre by Jarry. ( )
  deckla | Aug 20, 2018 |
Ubu roi is first and foremost a piece of theater and thus is better seen in performance than read. I first heard of this play during a lecture by Jean Baudrillard at Columbia back in 2005. Baudrillard claimed to be a pataphysician, a "philosophy" that he traced back to Alfred Jarry's Ubu roi. I don't claim to even now have a firm grasp of exactly what pataphysics "means" (neither Baudrillard nor Ubu roi were (are) particularly illuminating on the subject) other than that it purports to be the "science of imaginary solutions" and parodies the theory and methods of modern science. What this has to do with Ubu roi itself is a bit mystifying, other than that both philosophy and play are "expressed in nonsensical language."
In any case, I first read the play when the folio edition accidentally came my way (I believe a friend's son had read it in a French class). Accident, absurdity and contradiction are intrinsic both to the philosophy and the play, so my accidental reading of it was in synch with the work itself. In December 2008 a local experimental theater group in Santa Rosa, The Imaginists, staged Ubu Roi in their converted storefront theater. I attended and must admit that the play is quite entertaining as theater, since it incorporates masks, puppets, and all manner of slapstick and buffoonery. And so, of course, I had to re-read the play after seeing it performed. I had the same reaction to the play as text on a second reading that I had on the first. The play is billed (and blurbed) as having become "a universal symbol of the absurdity of power, despotism and cruelty." In short, an updated version of the old tale of the Emperor Who Has No Clothes. Nothing too revolutionary but fun to watch when performed by a talented crew such as The Imaginists. Leave the book on the shelf and get thee to the theater would be my advice. ( )
  Paulagraph | May 25, 2014 |
Mostrando 1-5 de 12 (seguinte | mostrar todas)
sem resenhas | adicionar uma resenha

» Adicionar outros autores

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Jarry, Alfredautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Alechinsky, PierreIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Alique, J. B.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Żeleński, TadeuszTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Béhar, HenriIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Bermúdez, LolaEditorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Braak, Menno terautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Cazals, F. A.Ilustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Chasalle, F.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ettayeb, NadiaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kelk, C.J.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kuhlman, GildaDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kuiper, JanIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Locquin, Odileautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Meyer, ClotildeTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Oliver, JoanTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pyk, StureTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Themerson, FranciszkaIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Vergé, E.Tradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Wright, BarbaraTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Informação do Conhecimento Comum em Finlandês. Edite para a localizar na sua língua.
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Lugares importantes
Eventos importantes
Filmes relacionados
Premiações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Citações
Últimas palavras
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês

Nenhum(a)

A stunning, controversial work that immediately outraged audiences with its scatological references during the 1896 premiere, the farce satirizes the tendency of the successful bourgeois to abuse his authority and become irresponsibly complacent. Championed as the first absurdist drama, Ubu Roi features a main character that is cruel, gluttonous, and grotesque.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Links rápidos

Capas populares

Avaliação

Média: (3.5)
0.5
1 5
1.5 3
2 16
2.5 4
3 36
3.5 7
4 50
4.5 4
5 24

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 155,742,766 livros! | Barra superior: Sempre visível