Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.
Hide this

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

The Solitaire Mystery a novel about family…
Carregando...

The Solitaire Mystery a novel about family and destiny (original: 1990; edição: 1997)

de Jostein Gaarder (Autor), Sarah Jane Hails (Tradutor)

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaMenções
2,739363,904 (3.9)36
Twelve-year-old Hans Thomas lives alone with his father, a man who likes to give his son lessons about life and has a penchant for philosophy. Hans Thomas' mother left when he was four (to 'find' herself) and the story begins when father and son set off on a trip to Greece, where she now lives, to try to persuade her to come home. En route, in Switzerland, Hans Thomas is given a magnifying glass by a dwarf at a petrol station, and the next day he finds a tiny book in his bread roll which can only be read with a magnifying glass. How did the book come to be there? Why does the dwarf keep showing up? It is all very perplexing and Hans Thomas has enough to cope with, with the daunting prospect of seeing his mother. Now his journey has turned into an encounter with the unfathomable...or does it all have a logical explanation?… (mais)
Membro:Clarissa_
Título:The Solitaire Mystery a novel about family and destiny
Autores:Jostein Gaarder (Autor)
Outros autores:Sarah Jane Hails (Tradutor)
Informação:Farrar Straus Giroux (1997)
Coleções:Sua biblioteca
Avaliação:
Etiquetas:Nenhum(a)

Detalhes da Obra

The Solitaire Mystery de Jostein Gaarder (1990)

Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Ainda não há conversas na Discussão sobre este livro.

» Veja também 36 menções

Inglês (26)  Alemão (3)  Francês (2)  Espanhol (2)  Português (Brasil) (2)  Holandês (1)  Húngaro (1)  Todos os idiomas (37)
Exibindo 2 de 2
CX15
  Taddone | Oct 9, 2019 |
Uma das coisas que mais chama atenção nessa obra de Jostein Gaarder, são os capítulos do mesmo. Nomeados sempre com nome de cartas de baralho – Copas, Paus, Espadas.
E sempre com um sub bem curioso, como o 1° por exemplo: “Ás de espadas … um soldado alemão passou pedalando pela estrada…”

A aventura do menino Hans-Thomas em busca da mãe que abandou ele, começa a ficar interessante depois que ele ganha de um anão dá uma lupa para o menino, alegando ter feito de um pedaço de vidro que tirou do estômago de um cervo.
Mais tarde, ele vai usar para ler um livro miniatura escondido dentro de um pão dado por um padeiro que eles conhecem numa parada. Este livrinho conta a estória de um marinheiro, cujo navio afundou, que acorda numa estranha ilha habitada por um baralho vivo. As cartas haviam tomado vida após um outro náufrago, com sua profunda imaginação, ter brincado com elas durante muito tempo; e elas acabaram ficando vivas sozinhas. Este homem era o rei agora; e aceito como tal pelos ingênuos ouros, espadas, copas e paus, estes criaram um reino para ele governar. Porém, como todo mundo sabe, todo baralho tem um coringa, a carta independente, de espírito livre, que pensa e age por si mesma.

Como todo livro de J. Gaarder, fantasia com um pouco de realidade é o que não falta.
Não tem como não amar Hans-Thomas e seu olhar inocente para as cartas que parecem falar com ele e com seu pai.

O dia do Curinga, é um livro que te remete a uma fantasia dentro de uma outra fantasia (Lembra do filme: História Sem Fim? não era divertido assisti-lo?) que só pode ser feita por um aventureiro solitário: O próprio leitor.
Seja um curinga, diferente, “pois ele veio ao mundo com defeito de ver coisas demais e de ver todas elas em profundidade”.
O texto do livro é super fácil de entender, divertido e aquele tipo de livro que não queremos fazer uma pausa se quer.

Minha nota: Mil sem sombra de dúvidas.
  Helana.Ohara | Aug 11, 2011 |
Exibindo 2 de 2
''The Solitaire Mystery'' is a slight story that digresses frequently into ontological riddles and idle musings over rather trivial coincidences (the fact, for example, that there are the same number of cards in a deck as there are weeks in a year).
adicionado por stephmo | editarNew York Times, Tobin Harshaw (Sep 1, 1996)
 

» Adicionar outros autores (25 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Gaarder, Josteinautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Buchholz, QuintIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Eriksson, MonaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Haefs, GabrieleTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hails, Sarah JaneTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pijttersen, LucyTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Törnqvist, LenaPosfácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado

Pertence à série publicada

Has the (non-series) sequel

Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Eventos importantes
Filmes relacionados
Premiações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Six years have passed since I stood in front of the ruins of the ancient Temple of Poseidon at Cape Sounion and looked out across the Aegean Sea.
Citações
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico

Referências a esta obra em recursos externos.

Wikipédia em inglês (1)

Twelve-year-old Hans Thomas lives alone with his father, a man who likes to give his son lessons about life and has a penchant for philosophy. Hans Thomas' mother left when he was four (to 'find' herself) and the story begins when father and son set off on a trip to Greece, where she now lives, to try to persuade her to come home. En route, in Switzerland, Hans Thomas is given a magnifying glass by a dwarf at a petrol station, and the next day he finds a tiny book in his bread roll which can only be read with a magnifying glass. How did the book come to be there? Why does the dwarf keep showing up? It is all very perplexing and Hans Thomas has enough to cope with, with the daunting prospect of seeing his mother. Now his journey has turned into an encounter with the unfathomable...or does it all have a logical explanation?

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Links rápidos

Capas populares

Avaliação

Média: (3.9)
0.5
1 8
1.5 6
2 32
2.5 8
3 120
3.5 30
4 223
4.5 25
5 175

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 160,670,388 livros! | Barra superior: Sempre visível