Página inicialGruposDiscussãoMaisZeitgeist
Pesquise No Site
Este site usa cookies para fornecer nossos serviços, melhorar o desempenho, para análises e (se não estiver conectado) para publicidade. Ao usar o LibraryThing, você reconhece que leu e entendeu nossos Termos de Serviço e Política de Privacidade . Seu uso do site e dos serviços está sujeito a essas políticas e termos.

Resultados do Google Livros

Clique em uma foto para ir ao Google Livros

Carregando...

The Master and Margarita (1967)

de Mikhail Bulgakov

Outros autores: Veja a seção outros autores.

MembrosResenhasPopularidadeAvaliação médiaConversas / Menções
20,506468217 (4.22)9 / 1090
A "soaring, dazzling novel" (The New York Times), Mirra Ginsburg's critically-acclaimed translation of one of the most important and best-loved modern classics in world literature The Master and Margarita has been captivating readers around the world ever since its first publication in 1967. Written during Stalin's time in power but suppressed in the Soviet Union for decades, Bulgakov's masterpiece is an ironic parable on power and its corruption, on good and evil, and on human frailty and the strength of love.In The Master and Margarita, the Devil himself pays a visit to Soviet Moscow. Accompanied by a retinue that includes the fast-talking, vodka-drinking, giant tomcat Behemoth, he sets about creating a whirlwind of chaos that soon involves the beautiful Margarita and her beloved, a distraught writer known only as the Master, and even Jesus Christ and Pontius Pilate. The Master and Margarita combines fable, fantasy, political satire, and slapstick comedy to create a wildly entertaining and unforgettable tale that is commonly considered the greatest novel to come out of the Soviet Union. It appears in this edition in a translation by Mirra Ginsburg that was judged "brilliant" by Publishers Weekly.… (mais)
  1. 209
    Cem Anos de Solidão de Gabriel Garcia Marquez (Mouseear)
  2. 100
    O Homem Que Foi Quinta-Feira (Um Pesadelo) de G.K. Chesterton (shelfoflisa)
  3. 101
    Midnight's Children de Salman Rushdie (BGP)
  4. 102
    The Satanic Verses de Salman Rushdie (ateolf)
  5. 168
    Kafka on the Shore de Haruki Murakami (LottaBerling)
  6. 147
    Os Irmãos Karamazóv de Fyodor Dostoevsky (markusnenadovus)
    markusnenadovus: Older Russian literature
  7. 70
    The Mysterious Stranger de Mark Twain (SCPeterson)
    SCPeterson: Another tale where the devil shows up as a device to reveal and transcend the normality of "imposed terror".
  8. 93
    The Collected Tales of Nikolai Gogol de Nikolai Vassilievitx Gogol (BGP, ateolf)
  9. 50
    The Twelve Chairs de Ilya Ilf (gbill)
  10. 61
    Fausto de Johann Wolfgang von Goethe (WSB7, caflores)
    WSB7: You will recognize many parallels as you read, and also consider that Bulgakov revised his work too over many years.
  11. 40
    Bend Sinister de Vladimir Nabokov (Nickelini)
  12. 40
    Jonathan Strange & Mr. Norrell de Susanna Clarke (aethercowboy)
    aethercowboy: Woland and the gentleman with thistle-down hair are very similar.
  13. 30
    Demons de Fyodor Dostoevsky (charlie68)
    charlie68: The same general pathos
  14. 41
    O Idiota de Fyodor Dostoevsky (igor.chubin)
  15. 20
    Darkness at Noon de Arthur Koestler (Cecrow)
    Cecrow: A novel about the actual experience under early communist rule.
  16. 86
    Belas Maldições de Terry Pratchett (raudakind)
  17. 31
    Nervous People and Other Satires de Mikhail Zoshchenko (roby72)
  18. 10
    Pilate's Wife de H.D. (CGlanovsky)
    CGlanovsky: The comparison is mostly to the "book-within-a-book" that makes up one half of Bulgakov's narrative. Both books tell a version of Jesus's encounter with Pilate where the Roman tries to intercede on the prophet's behalf.
  19. 65
    If on a Winter's Night a Traveler de Italo Calvino (ateolf)
  20. 10
    Nós de Yevgeny Zamyatin (sturlington)

(ver todas 31 recomendações)

My TBR (35)
Carregando...

Registre-se no LibraryThing tpara descobrir se gostará deste livro.

Inglês (394)  Italiano (19)  Francês (13)  Espanhol (8)  Holandês (6)  Finlandês (4)  Alemão (4)  Sueco (3)  Tcheco (2)  Catalão (2)  Português (1)  Hebraico (1)  Dinamarquês (1)  Português (Brasil) (1)  Húngaro (1)  Esperanto (1)  Português (Portugal) (1)  Todos os idiomas (462)
É o segundo livro russo que eu leio e vou te dizer... é difícil!
Não porque o livro não é bom, claro que não... o primeiro foi Anna Karenina de Tolstoi, e o que eu posso dizer que ambos são brilhantes. Ainda não escrevi nada porque é um livro muito complexo.
Bom voltemos ao livro de Bulgakov. Ele também é brilhante! O livro nem tanto... mas o autor dispensa palavras. A narrativa é deliciosa, não há dificuldade para ler... opss... seria assim se o livro não fosse russo, e se os russos não tivessem um costume absurdo de usar corruptelas e diminutivos dos seus nomes, e apelidos! Muitos apelidos! Caramba, como é difícil não se perder entre as personagens... e saber de quem ele está falando naquele momento! Como li no Kindle, admito que deveria ter feito notas com os nomes e seus derivados, como por exemplo: Mikhail Aleksándrovitch Berlioz = Micha = Berlioz = Mikhail = Mikhail Aleksándrovitch (afinal com um nome desse, quando não se tem Berlioz no final fica difícil de lembrar quem ele é no meio de tanto nome russo assim); e talvez a experiência fosse mais esclarecedora, já que eu me recusei a ficar voltando no livro a todo novo nome que aparecia pra ter certeza de quem se tratava! E Bulgakov chega a ser malvado, às vezes, quando em uma frase ele usa tem versões de nome diferentes para a mesma pessoa! Me perdi. Com Tolstoi não é completamente diferente, mas ele se atém a no máximo duas variantes do nome, e fica um pouco menos difícil lembrar quem é quem!
Sobre o tema do livro? Interessante, digo até curioso e atraente, mas ainda confuso, como eu acho que deveria ser mesmo! Só não dei mais estrelas porque realmente me perdi! Acho que se fosse russa teria sido tão fácil aqueles montes de nomes que a leitura seria deliciosa!
Pretendo ler mais coisas desse autor! Com anotações é claro! :) ( )
  paula.datti | Apr 7, 2015 |
Hostigado y perseguido, como tantos otros creadores e intelectuales rusos, por sus críticas al sistema soviético, MIJAIL BULGÁKOV (1891-1940) no pudo llegar a ver publicada "El maestro y margarita", que, escrita entre 1929 y su fallecimiento, sólo pudo ver la luz en 1966. Novela de culto, la obra trasciende la mera sátira, si bien genial, de la sociedad soviética de entonces -con su población hambrienta, sus burócratas estúpidos, sus aterrados funcionarios y sus corruptos artistas, cuya sórdida existencia viene a interrumpir la llegada a Moscú del diablo, acompañado de una extravagante corte-, para erigirse en metáfora de la complejidad de la naturaleza humana, así como del eterno combate entre el bien y el mal.
adicionado por pacocillero | editarcontraportada de la edición
 

» Adicionar outros autores (92 possíveis)

Nome do autorFunçãoTipo de autorObra?Status
Bulgakov, Mikhailautor principaltodas as ediçõesconfirmado
Aplin, HughTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Arcella, SalvatoreTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Blomqvist, Lars ErikTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Bulgakov, MikhailPrefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Burgin, DianaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Crepax, MargheritaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Dridso, VeraTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Dvořák, LiborTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Figes, OrlandoIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Flaker, VidaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Flamant, FrançoiseTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Fondse, MarkoPosfácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Fondse, MarkoTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Franklin, SimonIntroduçãoautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ginsburg, MirraTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Glenny, MichaelTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Goldstrom, RobertArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Gradišnik, JanezTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Guercetti, EmanuelaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Guidall, GeorgeNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Harrit, JørgenTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Heino, Ulla-LiisaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Hoppe, FelicitasPosfácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Jacoby, MelissaDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kalugin, AleksandrArtista da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Karpelson, MichaelTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Kocić, ZlataTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Lacasa Sancha, AmayaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ligny, ClaudeTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Mäkelä, MarttiTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Morávková, AlenaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Nitzberg, AlexanderTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
O'Connor, Katherine TiernanTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Ojamaa, JüriTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Orlov, VappuTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pescada, AntónioTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pevear, RichardTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Pos, Gert JanTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Prestes, ZoiaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Prina, Maria SerenaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Prins, AaiTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Proffer, EllendeaPosfácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rea, PriitIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Reschke, ThomasÜbersetzerautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Rhind-Tutt, JulianNarradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Schejbal, DanusiaIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Seabra, Manuel deTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Silva, Mario SalvianoTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Skalaki, KrystynaDesigner da capaautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Strada, VittorioPrefácioautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Suart, PeterIlustradorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Szőllősy, KláraTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Vācietis, OjārsTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
Volokhonsky, LarissaTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado
קריקסונוב, פטרTradutorautor secundárioalgumas ediçõesconfirmado

Está contido em

Contém

Tem a adaptação

Inspirado

Tem como guia de referência/texto acompanhante

Tem um comentário sobre o texto

Tem um guia de estudo para estudantes

Prêmios

Distinctions

Notable Lists

Você deve entrar para editar os dados de Conhecimento Comum.
Para mais ajuda veja a página de ajuda do Conhecimento Compartilhado.
Título canônico
Título original
Títulos alternativos
Data da publicação original
Pessoas/Personagens
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Lugares importantes
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Eventos importantes
Filmes relacionados
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Epígrafe
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
...and so who are
you, after all?

—I am part of the power
which forever wills evil
and forever works good.

Goethe's Faust
‘Say at last — who art thou?’

‘That Power I serve
Which wills forever evil
Yet does forever good.’

Goethe, Faust
Dedicatória
Primeiras palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
One hot spring evening, just as the sun was going down, two men appeared at Patriarch's Ponds. (Diana Burgin & Katherine Tiernan O'Connor)
At the sunset hour of one warm spring day two men were to be seen at Patriarch's Ponds. (Michael Glenny)
At the hour of the hot spring sunset two citizens appeared at the Patriarch's Ponds. (Richard Pevear & Larissa Volokhonsky)
At the hour of the hot spring sunset at Patriarch's Pond two citizens appeared. (Hugh Aplin)
At the hour of sunset, on a hot spring day, two citizens appeared in the Patriarchs' Ponds Park. (Mirra Ginsburg)
Citações
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
...manuscripts don’t burn.
what would your good do if evil didn't exist, and what would the earth look like if all the shadows disappeared?
Últimas palavras
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
(Clique para mostrar. Atenção: Pode conter revelações sobre o enredo.)
Aviso de desambiguação
Editores da Publicação
Autores Resenhistas (normalmente na contracapa do livro)
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
Idioma original
Informação do Conhecimento Comum em inglês. Edite para a localizar na sua língua.
CDD/MDS canônico
LCC Canônico
A "soaring, dazzling novel" (The New York Times), Mirra Ginsburg's critically-acclaimed translation of one of the most important and best-loved modern classics in world literature The Master and Margarita has been captivating readers around the world ever since its first publication in 1967. Written during Stalin's time in power but suppressed in the Soviet Union for decades, Bulgakov's masterpiece is an ironic parable on power and its corruption, on good and evil, and on human frailty and the strength of love.In The Master and Margarita, the Devil himself pays a visit to Soviet Moscow. Accompanied by a retinue that includes the fast-talking, vodka-drinking, giant tomcat Behemoth, he sets about creating a whirlwind of chaos that soon involves the beautiful Margarita and her beloved, a distraught writer known only as the Master, and even Jesus Christ and Pontius Pilate. The Master and Margarita combines fable, fantasy, political satire, and slapstick comedy to create a wildly entertaining and unforgettable tale that is commonly considered the greatest novel to come out of the Soviet Union. It appears in this edition in a translation by Mirra Ginsburg that was judged "brilliant" by Publishers Weekly.

Não foram encontradas descrições de bibliotecas.

Descrição do livro
Resumo em haiku

Current Discussions

Master and Margarita em Fine Press Forum

Capas populares

Links rápidos

Avaliação

Média: (4.22)
0.5 5
1 66
1.5 13
2 152
2.5 38
3 560
3.5 145
4 1330
4.5 246
5 2137

É você?

Torne-se um autor do LibraryThing.

 

Sobre | Contato | LibraryThing.com | Privacidade/Termos | Ajuda/Perguntas Frequentes | Blog | Loja | APIs | TinyCat | Bibliotecas Históricas | Os primeiros revisores | Conhecimento Comum | 206,298,114 livros! | Barra superior: Sempre visível